“Guedes no paraíso e o povo no inferno”: MST escracha Ministério da Economia em Brasília

Manifestantes protestaram contra o fato de Guedes manter conta offshore em paraíso fiscal enquanto a fome avança no Brasil; confira

Militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizaram, na tarde desta quinta-feira (7), um protesto contra Paulo Guedes em frente ao prédio do Ministério da Economia, em Brasília.

Os manifestantes fizeram encenações, ergueram cartazes, espalharam notas de dinheiro e pés de galinha falsos na entrada do edifício para escrachar o ministro por contra da revelação de que ele mantém offshore milionária em paraíso fiscal enquanto a fome avança no Brasil. “Guedes no paraíso e o povo no inferno”, diz uma frase pichada pelos presentes na fachada do prédio.

“O escândalo surge no momento em que o Brasil passa por uma das mais severas crises sanitárias, econômicas e institucionais que esbarra em uma atuação inerte do Ministério da Economia, que não tem trabalhado para a melhoria da qualidade de vida da população. Nem mesmo uma das principais promessas de Guedes, o tal crescimento em V, foi cumprido”, afirma a integrante da coordenação nacional do MST pela juventude, Jailma Lopes.

“O Brasil tem hoje cerca de 20 milhões de pessoas que passam fome. São mais de 14 milhões de brasileiros e brasileiras sem emprego. Uma realidade dura que atormenta as famílias diariamente enquanto o ministro da economia lucra milhões de dólares com investimentos em paraísos fiscais no exterior”, completa.

Segundo revelação feita na série Pandora Papers, investigação conduzida pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), o ministro da Economia possui movimentações financeiras através de offshore nas Ilhas Virgens Britânicas, paraíso fiscal no Caribe. Offshore é o termo usado para se referir empresas e contas bancárias abertas em territórios onde há menor tributação.

As denúncias contra Guedes apontam que ele pode ter lucrado R$ 14 milhões com a valorização do dólar, somente durante o seu mandato à frente da pasta. A Lei de Conflito de Interesses proíbe esse tipo de comportamento. Se o ministro fez investimentos internacionais por meio de sua empresa enquanto já estava no cargo, cometeu crime.

Na quarta-feira (7), a Câmara dos Deputados aprovou convocação de Guedes para que o ministro explique as revelações ao plenário da Casa.

Confira, abaixo, imagens do protesto do MST.

Publicidade
Foto: @imatheusalves
Foto: @imatheusalves
Foto: @imatheusalves
Foto: MST
Foto: MST

Publicidade

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR