Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de julho de 2019, 10h36

Homem joga caminhonete em acampamento e mata integrante do MST no interior de São Paulo

"Exigimos punição imediata a este assassino, que age sob o clima de terror contra os movimentos populares, incentivado por autoridades irresponsáveis que estão no governo brasileiro", disse o MST em nota

Foto: Mídia Ninja

O Acampamento Marielle Vive, em Valinhos (SP), foi atacado nesta quinta-feira (18) por um homem com uma caminhonete em alta velocidade enquanto realizava uma manifestação com entrega de alimentos. Um senhor morreu e várias pessoas ficaram feridas.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

No momento do ataque, o MST realizava manifestação em frente ao acampamento, na Estrada do Jequitibá, Km 07, com o objetivo de pressionar a prefeitura pelo fornecimento de água. O ato foi interrompido por um homem não identificado que atropelou manifestantes e matou um deles, identificado como Luiz.

“Exigimos punição imediata a este assassino, que age sob o clima de terror contra os movimentos populares, incentivado por autoridades irresponsáveis dos que estão no governo brasileiro”, disse o MST em nota.

O acampamento conta com mais de mil famílias e existe desde o dia 14 de abril de 2018 na Fazenda Eldorado Empreendimentos Ltda. Em dezembro de 2018, a 37ª Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo votou, em decisão unânime, pela suspensão de reintegreção de posse solicitada pelos antigos donos, acatando o argumento do movimento de que “a fazenda ocupada estava abandonada, improdutiva, a serviço da especulação imobiliária e sem cumprir sua função social, por isso é exigido que essas terras sejam destinadas a Reforma Agrária, respeitando os artigos da Constituição brasileira”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum