Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de junho de 2019, 08h37

Idealizado por Boulos, Instituto Democratize vai pensar “um sólido e ousado” projeto de futuro para o Brasil

O Democratize, segundo seu manifesto, pretende surgir como um espaço para pensar um projeto de país em um momento de "escalada de ódio e intolerância, com retrocesso em todos as áreas da vida coletiva"

Foto: Reprodução

Agregar à resistência político-social uma reflexão sólida sobre o Brasil e alternativas pautadas pelos princípios de solidariedade e justiça social, são esses os principais objetivos do Instituto Democratize levantados em seu manifesto de criação. Ainda sem sede física, o Democratize foi idealizado Guilherme Boulos como uma espaço para se buscarem saídas e reflexões sobre o atual momento político e sobre o futuro da esquerda.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Sem um rumo claro, a esquerda não voltará a ser alternativa real de poder. É preciso olhar criticamente as amarguras do presente, com humildade para reconhecer os erros do passado e com visão para pensar um sólido e ousado projeto de futuro”, analisa Guilherme Boulos, coordenador do MTST e candidato à presidência pelo PSOL em 2018.

O Democratize, segundo seu manifesto, pretende surgir como um espaço para pensar um projeto de país em um momento de “escalada de ódio e intolerância, com retrocesso em todos as áreas da vida coletiva”. Segundo o instituo, não basta neste momento resistir ao atraso e defender conquistas sociais e direitos, precisa vir junto uma reflexão sólida sobre o Brasil que se quer.

Pretendendo ser um espaço de debate de ideias democrático e plural, buscando reunir em torno da mesma mesa intelectuais, políticos, militantes, dirigentes sociais e representantes da sociedade civil, o instituto vai realizar seminários temáticos semestrais e encontros críticos regulares. Também estão previstas palestras, cursos livres e aulas por EAD sobre temas de conjuntura e longo prazo, como o futuro da democracia no capitalismo financeiro, a reforma do Estado e direito à cidade.

Para abrir as discussões, será debatida a Reforma da Previdência, principal pauta do governo federal no momento. O seminário “A Previdência precisa de reformas?” vai discutir o impacto de propostas que impõem o desmonte de parte considerável da rede de proteção social criada pela Constituição de 1988 nos dias 18 e 19 de junho, em São Paulo. O encontro é gratuito e aberto a todos os interessados, com inscrição prévia na internet pela página do Instituto Democratize.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum