“Lula Livre”, “Lula inocente” e “Anula STF”: cidades de todo o país registram atos em dia de decisão do Supremo

Enquanto plenário da Corte julga recurso da PGR sobre a decisão de Fachin que anulou os processos de Lula e devolveu a elegibilidade ao petista, militância faz pressão nas ruas pela manutenção dos direitos do ex-presidente; saiba quais os cenários possíveis e confira os atos

Nesta quarta-feira (14) os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) vão julgar um recurso protocolado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que pleiteia a derrubada da decisão do ministro Edson Fachin, que no início de março anulou todos os processos da Lava Jato contra o ex-presidente Lula pelo fato da Justiça do Paraná não ter competência para julgá-los. A decisão fez com que o petista retomasse seus direitos políticos.

O julgamento desta quarta-feira pode mudar o futuro político de Lula, já que a decisão abre espaço para ao menos três cenários. Um deles é a possibilidade do plenário da Corte derrubar a decisão de Fachin sobre a competência da Justiça do Paraná. Se isso ocorrer, o petista volta a ficar inelegível, já que continuaria condenado em outros processos julgados pela Vara de Curitiba, exceto o do triplex do Guarujá, já que o ex-juiz Moro foi declarado suspeito pela Segunda Turma do Supremo.

Assista ao vivo o julgamento do STF sobre os direitos do Lula, com comentários de juristas do Grupo Prerrogativas

Uma outra possibilidade é os ministros validarem a decisão de Fachin integralmente e, com isso, declararem a nulidade da suspeição de Moro, o que faria Lula se manter elegível, já que as ações teriam que começar do zero na Justiça do Distrito Federal.

Um outro cenário seria a Corte decidir manter tanto a incompetência da vara de Moro como a suspeição do ex-juiz, o que também manteria os processos contra o petista anulados e sua elegibilidade.

Diante dessa gama de possibilidades, que têm potencial para afetar diretamente as eleições de 2022, a militância petista saiu às ruas para fazer pressão pela manutenção dos direitos políticos do ex-presidente. Faixas e cartazes com mensagens de “Lula livre, “Lula inocente” e “anula STF” foram estendidas em inúmeras cidades do país enquanto o STF toma a decisão.

Confira abaixo.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.