MP-SP denuncia advogado bolsonarista por ataques homofóbicos a promotora durante júri

Celso Machado Vendramini, que concorreu ao cargo de deputado federal em 2018, proferiu os ataques contra promotora homossexual durante júri em que defendia dois PMs por assassinato

O Ministério Público de São Paulo denunciou o advogado Celso Machado Vendramini, que concorreu ao cargo de deputado federal em 2018 pelo PSL com o apoio de Jair Bolsonaro, por injúria após o jurista fazer comentários homofóbicos durante o julgamento de dois policiais militares em São Paulo.

“Vendramini, em plena sessão do 2º Tribunal do Júri da Capital, praticou discriminação e preconceito de raça, compreendido em sua dimensão social (discriminação homofóbica e transmofóbica)”, ao tecer uma série de comentários totalmente desconexos com o julgamento de dois policiais militares que ali transcorria em novembro do ano passado, “imbuído de especial ânimo de segregação à orientação sexual e à identidade de gênero do grupo LGBTQI+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, Queer, intersexuais, assexuais e outros)”, diz texto publicado na página do MP-SP nesta terça-feira (22).

Os PMs estavam sendo julgados pela morte de dois suspeitos de um roubo no processo em que a promotora era responsável pela acusação e o advogado Celso Vendramini fazia a defesa dos policiais.

Alvo da agressão, a promotora de Justiça Cláudia Ferreira Mac Dowel, que é casada com uma mulher há cinco anos, diz que em vários momentos o advogado dos policiais fez comentários ofensivos ao movimento LGBT, sem nenhum motivo aparente.

” “O pessoal fala muito da Rússia… eu sô fã do Putin. Sô fã do Putin… lá não tem boi não. Lá não tem passeata gay Rússia não. E os comunistas adoram… né… os comunistas… a-do-ram… Vai sê gay lá na Rússia pá vê o que acontece… o Putin. Eu acho que a… a… a… a democracia da Rússia… é a democracia que eu gosto…”, disse o advogado durante a audiência, segundo a denúncia do MP-SP.

No último dia 16, Cláudia participou de um ato de desagravo rganizado pela Associação Paulista do Ministério Público (APMP) e pelo MPSP no Plenário 10 do Fórum da Barra Funda, na capital paulista.

“Esse alguém é um ninguém que no ano passado escreveu um post numa página minha de uma rede social: ‘você posta tanta coisa defendendo os gays, você tem alguém próximo que seja gay?’; ao que eu respondi: ‘tenho, sim, a minha esposa’. O ninguém em questão não conseguia entender que alguém pudesse defender os direitos dos gays se não tivesse alguém ‘muito próximo’ nessa situação. Na cabeça dele, só quem está vivendo um problema, um dilema, uma situação crítica qualquer, por si ou por alguém ‘muito próximo’, é capaz de se condoer por essa situação. Ele simplesmente não sabe o que é empatia”, discursou a promotora na ocasião.

Bolsonaro
Nas redes sociais, entre poses com os braços cruzados em fotos com policiais e empunhando armas, Vendramini compartilha imagens com o presidente Jair Bolsonaro e ícones da direita, como a deputada estadual Janaína Paschoal (PSL).

Publicidade

Candidato a deputado federal nas eleições de 2018, ele colou sua imagem à de Bolsonaro e divulgou santinhos casados com o então candidato à presidência.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR