MTST ocupa entrada da prefeitura de SP e promete não sair do local até ser recebido pelo prefeito

Movimento protesta contra "grave situação habitacional" na cidade e denuncia que Ricardo Nunes (MDB) não se dispõe a dialogar

Centenas de militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizaram, nesta quarta-feira (13), uma passeata no centro de São Paulo (SP) até a sede da prefeitura capital paulista, em protesto pelo direito à moradia, contra os despejos e contra a falta de diálogo do prefeito Ricardo Nunes (MDB).

Os manifestantes levaram barracas, equipamentos de cozinha e outras estruturas pois pretendem ficar acampados na frente da sede do Executivo municipal, no Viaduto do Chá, até que Nunes receba uma comitiva do movimento para dialogar sobre “a grave situação habitacional da cidade”.

“Enquanto o número de pessoas em situação de rua cresce vertiginosamente em São Paulo, a prefeitura discute a revisão do Plano Diretor sem a participação da popular e não se dispõe a dialogar com os movimentos sociais que lutam pela reforma urbana. Foram inúmeras as tentativas de diálogo ignoradas. Sendo assim, não resta opção a não ser ir até a porta da prefeitura e permanecer lá enquanto for necessário”, diz o MTST.

“O prefeito Ricardo Nunes, diferente de Bruno Covas, vem se recusando a dialogar com os movimentos sociais. Criamos nossa sala de espera na frente da prefeitura. Vem que vai ter bolinhos e conversas!”, dizem ainda os manifestantes.

Confira, abaixo, algumas fotos da mobilização.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR