Nubank anuncia R$ 20 milhões para combate ao racismo após declaração de cofundadora

Em outubro, durante entrevista no Roda Viva, Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, afirmou ter dificuldades de contratar negros e que não pode "nivelar por baixo"

Após a cofundadora Cristina Junqueira afirmou que tem dificuldades de encontrar candidatos negros adequados para a exigência da empresa, o Nubank anunciou nesta quinta-feira (12) o investimento de R$ 20 milhões e uma série de iniciativas de combate ao racismo estrutural.

Dentre as iniciativas previstas está a criação de um centro de engenharia, design e experiência de cliente em Salvador, o “NuLab”, e a criação de um fundo de capital somente para investir em startups brasileiras fundadas ou lideradas por pessoas negras.

O baanco firmou ainda uma parceria com o Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), responsável por iniciativas como a campanha Sim à Igualdade Racial, e iniciou uma revisão das práticas de seleção e contratação de funcionários, “de modo a eliminar vieses e barreiras que contribuam para a sub-representação de negros e negras”.

Roda Viva
Em entrevista ao programa Roda Viva no dia 19 de outubro, Cristina Junqueira afirmou que tem dificuldade de encontrar candidatos negros adequados para as exigências das vagas na empresa. Ela disse ainda que investe em programas de formação gratuitos, mas que não pode “nivelar por baixo”.

Na entrevista, Junqueira admite que o Nubank possui um problema de representatividade racial, mas afirma que sua equipe trabalha para contornar a situação. “Já faz algum tempo que a gente procura para várias posições, inclusive uma vice-presidente de marketing para trabalhar comigo. Estou há bastante tempo procurando e é difícil. Recrutar Nubank sempre foi difícil”, afirma.

Após repercussão negativa de sua fala no programa, Cristina Junqueira publicou um vídeo no Linkedin nesta terça-feira (20) pedindo desculpas por ter dito que contratar profissionais negros é difícil. “Ontem, eu estive no Roda Viva […] Teve um trechinho do que eu falei lá que infelizmente não repercutiu tão bem. E eu queria dizer que falar de diversidade racial, gente, não é fácil”, disse Junqueira.

O Nubank, então, iniciou uma ação de marketing para contornar o caso, que resultou no anúncio do investimento nesta quinta.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.