sexta-feira, 23 out 2020
Publicidade

Pastor que agrediu esposa grava vídeo para pedir perdão

"Eu quero aqui publicamente pedir perdão a minha esposa", falou o pastor ao lado de Débora, que permaneceu calada e na maioria do tempo de cabeça baixa

Após chamar a esposa, Débora, de “imbecil” antes de iniciar uma live religiosa nas redes sociais, o Edson Araújo, da Igreja Deus é Amor, de São Paulo, gravou um vídeo, divulgado neste sábado (19), em que pede “perdão pela minha falha”.

Leia também: Pastor agride mulher antes de início de live: “Arruma as coisas direito, imbecil”

“Eu quero aqui, de antemão, primeiro a Deus, eu quero pedir o meu perdão publicamente e perdão a minha esposa Débora, pela minha atitude, erro e falha. Quero pedir perdão para o meu pastor, Elias e a minha família e a dela e a todos os pastores que confiaram e permaneceram confiantes no meu trabalho”, afirmou Edson Araújo no vídeo.

Araújo disse que a agressão aconteceu por que o casal se atrapalhou no momento de colocar a live do culto no ar pelas redes sociais.

“Ontem nós estávamos em cima do horário de fazer o culto, e nós não tínhamos uma posição correta do equipamento, então eu simplesmente me levantei e fui tentar arrumar, e ai acabou derrubando outro aparelho de celular que faz a transmissão de hinos. Então, eu ali, de uma forma imprudente, de um forma incorreta que não poderia agir daquela forma, eu direcionei uma palavra, nunca tivemos nenhum tipo de problema, então por um momento eu direcionei uma palavra imprudente para minha esposa”, contou.

“Eu quero aqui publicamente pedir perdão a minha esposa”, falou o pastor ao lado de Débora, que permaneceu calada e na maioria do tempo de cabeça baixa.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.