Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de janeiro de 2020, 21h28

Polícia ataca manifestantes do MPL com bombas na Praça da República, em São Paulo

Pelo menos dois manifestantes foram detidos e levados "para averiguação"

Foto: CMI São Paulo

O segundo ato do Movimento Passe Livre (MPL) nesta quinta-feira (9), em São Paulo, foi dispersado com bombas de efeito moral e repressão da Polícia Militar. Os manifestantes saíram da Praça da Sé e foram até a República, na região central da capital paulista. Segundo relatos, no começo do ato havia mais policiais do que manifestantes, mas o número cresceu depois da chuva.

Os presentes no ato carregavam faixa e protestavam contra o aumento da passagem do transporte público, reivindicando que liberassem as catracas da estação República. A polícia, protegendo o metrô, jogou bombas de gás de pimenta e agrediu vários dos presentes. A estação Anhangabaú também foi parcialmente fechada.

Ao menos dois manifestantes, identificados até o momento apenas como Aline e Rafael, foram detidos para averiguação e levados para a 2ª DP.

Foto: CMI São Paulo

Bandeira censurada 

Mais cedo, ainda na concentração do ato, a Polícia Militar censurou uma bandeira antifascista. “Se pegar a bandeira vai pro DP”, disse um policial, de acordo com a Ponte Jornalismo, a um manifestante. A bandeira ficou no chão.

O primeiro ato do Movimento Passe Livre contra o novo aumento das tarifas no transporte aconteceu na terça-feira (7).

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum