O que o brasileiro pensa?
29 de junho de 2020, 18h50

Saiba como ajudar os entregadores de aplicativos que estarão em greve no dia 1º

Organizadores pedem apoio na divulgação e adesão ao movimento por meio de vídeo divulgado nas redes

Foto: Reprodução/ Twitter

Foi divulgado nesta segunda-feira (29) um vídeo nas redes sociais para pedir apoio à greve dos entregadores de aplicativos organizada para o dia 1º de julho. O material explica formas de apoiar o movimento para quem não é entregador.

A mobilização para a paralisação tem aumentado nas redes sociais na última semana. Além de pedir a adesão por parte dos entregadores, organizadores têm pedido apoio por parte da sociedade, essencial para que o movimento tenha impacto significativo.

No material divulgado, são listadas várias maneiras de apoiar a paralisação. Além de pedir para que as pessoas não façam pedidos nos aplicativos na quarta-feira (1º), os organizadores pedem ajuda na divulgação. Muitos dos exemplos de formas de ajudar envolvem o uso das redes sociais.

No vídeo, são citadas possibilidades de apoio como postar refeições feitas em casa utilizando as hashtags #BrequeDosAPPs e #ApoioBrequeDosAPPs, avaliar os aplicativos de entrega com notas e comentários negativos, divulgar o movimento para outros entregadores por meio de cartazes e panfletos e ajudar com a divulgação no Twitter.

De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), 98% da categoria já aderiu ao movimento grevista.

Os entregadores defendem que sejam criadas garantias mínimas para o trabalho, como um salário melhor (incluindo uma renda mínima para cada entregador), redução da jornada e melhor assistência e segurança no trabalho, especialmente devido os perigos que enfrentam em meio à pandemia do novo coronavírus.

A maioria dos entregadores trabalham para aplicativos como Rappi, iFood, UberEats, Loggi e James, mas essas empresas travam uma batalha na Justiça para não reconhecer o vínculo empregatício, e os considera apenas como “parceiros”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum