Sindsep lança Fundo para servidores da Educação que pararem e forem penalizados

Iniciativa é para dar segurança econômica para funcionários da Educação da capital paulista que aderirem à paralisação, por discordarem da volta às aulas imposta pela Prefeitura, e que tiverem salários cortados.

O Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep) anunciou a criação de um Fundo de Greve para auxiliar financeiramente os servidores públicos da Educação que aderirem ao movimento Greve na Educação pela Vida e que, por conta disso, tiverem seus vencimentos bloqueados pela administração do prefeito Bruno Covas (PSDB).

A direção do Sindsep reclama da intransigência de Covas e Fernando Padula, secretário de Educação da capital, que reagem às exigências dos funcionários da área sempre com respostas duras. Professores e outros servidores afirmam que já perderam amigos, colegas, familiares e que também adoeceram com a Covid-19, mas que, mesmo com a falta de diálogo por parte do governo, permanecerão firmes na paralisação enquanto não houver vacinação para todas e todos, teste RT-PCR em massa e rastreamento dos casos assintomáticos.

O Fundo de Greve, segundo as lideranças sindicais organizadoras, terá como meta garantir um auxílio emergência a todos os servidores municipais da Educação que por ventura tenham seus salários cortados pela prefeitura em decorrência da adesão à paralisação, mas ao mesmo tempo contribuirá no combate à fome que se espalha pelo país durante a pandemia e que deixa traços mais marcantes na maior megalópole do Brasil.

A ideia do Sindsep é utilizar os recursos arrecadados também com quem produz alimento, fomentando as atividades do MST e da Agricultura Familiar, fazendo com que a comida chegue a quem mais necessita neste momento trágico: a população pobre, preta e periférica.

Na página do site de vaquinhas virtuais Catarse você pode acessar o vídeo da campanha Greve na Educação pela Vida e ficar sabendo como e quanto pode doar, assim como quem está participando.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR