Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de outubro de 2019, 10h56

Tribunal de Justiça de São Paulo concede HC a Carmen Silva, liderança em defesa da moradia

Ela teve mandado de prisão expedido no dia 6 de agosto, em um processo que fez as mesmas acusações pelas quais já tinha sido absolvida, em primeira e segunda instâncias, por falta de provas

Carmen Silva e Preta Ferreira - Foto: Rodrigo Zaim/Divulgação

Finalmente, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) concedeu habeas corpus (HC) a Carmen Silva, coordenadora da Frente de Luta por Moradia (FLM). Ela teve mandado de prisão expedido no dia 6 de agosto, em um processo que fez as mesmas acusações pelas quais já tinha sido absolvida, em primeira e segunda instâncias, por falta de provas.

Carmen é a quinta liderança de movimentos que defendem a moradia a conseguir o HC. O inquérito “apura” o que provocou o incêndio e o consequente desmoronamento do edifício ocupado Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, em São Paulo, em maio de 2018.

Os militantes foram acusados de extorsão e violência. No entanto, os advogados das lideranças afirmam que todas as prestações de contas e notas fiscais dos gastos em ocupações do movimento sem-teto foram apresentadas à polícia. Além disso, a ocupação não era coordenada por movimentos de moradia que atuam na região do fato.

Mandados

A Polícia Civil cumpriu, em junho, 17 mandados de busca e apreensão, além de nove mandados de prisão temporária, sendo quatro efetivados.

Angélica dos Santos Lima, Janice Ferreira Silva (Preta Ferreira), Ednalva Silva Franco e Sidney Ferreira Silva foram presos. Em julho, mais 19 lideranças foram denunciadas pelo Ministério Público Estadual e tiveram mandados de prisão expedidos, entre elas Carmem Silva.

Os movimentos de moradia preparam mobilizações para a próxima segunda-feira (7), Dia Mundial dos Sem Teto.

Com informações da RBA

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum