Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de janeiro de 2020, 13h10

Um ano de Brumadinho: marcha de seis dias denuncia o crime da Vale

Cerca de 350 atingidos saíram de Belo Horizonte e seguirão até Brumadinho; na sexta (24), passarão por Betim, onde será realizado um seminário com a presença do ex-presidente Lula

A barragem de Brumadinho rompeu no dia 25 de janeiro de 2019 (Foto: Ricardo Stuckert)

Teve início nesta segunda-feira (20) uma marcha de seis dias para denunciar o crime da Vale em Brumadinho, que completa um ano no próximo sábado (25). A mobilização é organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Os manifestantes iniciaram a marcha em Belo Horizonte, com uma caminhada, saindo da praça do Papa até a praça Milton Campos. Segundo o MAB, foram feitas duas paradas, a primeira, em frente ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), na avenida Afonso Pena, e em seguida em frente à Agência Nacional de Mineração. Nas duas instituições, o MAB protocolou documentos questionando o Estado em relação ao rompimento da barragem que deixou 270 mortos, sendo que 11 ainda estão desaparecidos.

Segundo o movimento, 350 atingidos percorrerão cerca de 300 quilômetros em caravana. “Pretende-se com a marcha, dar visibilidade e legitimidade nacional e internacional à luta dos atingidos e atingidas por barragens diante dos dois crimes da Vale; fortalecer a unidade e organização estadual e nacional entre atingidos na luta e resistência pelos seus direitos e na construção de um novo projeto energético popular; denunciar os crimes e o tratamento que as empresas privadas vêm fazendo sobre a sociedade brasileira especialmente aos atingidos por barragens; e reconhecer os atingidos e atingidas como defensores dos Direitos Humanos”, diz o movimento.

A marcha passará pelas cidades de Pompeu, Juatuba, Citrolândia, São Joaquim de Bocas, Betim, onde será realizado um seminário internacional que contará com a presença do ex-presidente Lula, e termina no sábado com atividades Brumadinho e no Córrego do Feijão.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum