O que o brasileiro pensa?
19 de abril de 2020, 17h04

UNE diz que vai construir unidade para derrubar Bolsonaro

A participação do presidente em ato pró-intervenção militar gerou indignação e reforçou o coro de "Fora Bolsonaro"

Foto: CUCA da UNE

A União Nacional dos Estudantes (UNE) se manifestou neste domingo (19) contra o ato promovido por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em favor de uma intervenção militar. Bolsonaro participou do ato e provocou reações no STF e na oposição.

“A história da UNE é marcada pela luta democrática. Assim foi na década de 60, contra a Ditadura Militar, na redemocratização, Diretas Já e por aí em diante. Não podemos e não iremos assistir calados esses abusos de Bolsonaro. Construiremos uma ampla unidade para barra-lo. Chega!”, diz mensagem publicada pela entidade no Twitter.

O presidente da organização, Iago Montalvão, ainda emendou: “Só a unidade ampla será capaz de barrar esse presidente que já ultrapassou todos os limites. É preciso elevar o tom, não há a menor condição de que Bolsonaro siga rompendo as barreiras da democracia e brincando com a vida do povo”.

A UNE chegou a ter um congresso impedido pela Ditadura. O 30º Congresso da UNE, organizado na cidade de Ibiúna (MG) terminou com ao menos mil lideranças estudantis presas.

Golpe em curso?

Desmoralizado diante da opinião pública, o clã Bolsonaro parece preparar terreno para uma escalada autoritária. O ex-capitão insuflou os seguidores em aceno a uma escalada autoritária durante manifestação convocada em razão do Dia do Exército que pediu uma intervenção militar no país.

 “Vocês estão aqui porque acreditam no Brasil. Nós não queremos negociar nada, nós queremos é ação pelo Brasil. Nós temos um novo Brasil pela frente. Todos, sem exceção, têm que ser patriotas e acreditar, fazer sua parte, para colocar o Brasil num lugar de destaque e liderança”, afirmou.

STF e Oposição

Lideranças do campo progressista se manifestaram contra a postura de Bolsonaro. O ex-ministro Fernando Haddad e o líder do MTST, Guilherme Boulos, defenderam a queda do presidente. “O dia do fora já chegou!”, publicou o candidato do PT à presidência nas eleições de 2018.

No meio jurídico também houve revolta. O ministro Luis Roberto Barroso definiu o ato como “assustador”, enquanto o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, pediu a união dos democratas contra Bolsonaro.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum