Fórumcast #19
12 de agosto de 2019, 20h25

Vídeo: Indígenas ocupam Ministério da Saúde em defesa da Sesai

O objetivo da ação, que faz parte da Marcha das Mulheres Indígenas, era fazer com que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sentasse para ouvir as pautas dos indígenas

Foto: Kamikia Kisedje/Mídia Ninja

Cerca de 1500 mulheres indígenas ocuparam a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), no Ministério da Saúde, em Brasília, como forma de protesto contra os desmontes promovidos pelo governo Bolsonaro na pasta. O objetivo da ação, que faz parte da Marcha das Mulheres Indígenas, era fazer com que o ministro Luiz Henrique Mandetta sentasse para ouvir as pautas das indígenas.

Mesmo após horas de ocupação, Mandetta, integrante da bancada ruralista, se recusou a ouvir as indígenas. Uma das reivindicações do movimento é a exoneração da coordenadora da Sesai, Silvia Nobre Waiãpi. Silvia é tenente coronel, fez parte da equipe transição de Bolsonaro e comanda a Sesai desde o início do ano.

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) usou o Twitter para criticar a política empreendida pelo governo na questão. “Mulheres indígenas ocupam Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) para denunciar ao Brasil e ao mundo o interesse do governo Bolsonaro de acabar com o órgão e aprofundar o genocídio indígena no país”, publicou.

Para conseguir ocupar o Ministério, as indígenas tiveram que romper cordão da Polícia Militar, confira vídeo:

Veja também:  Estudantes e professores realizam protesto em defesa da Educação em Brasília

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum