VÍDEO: PM tenta acabar com ato contra Bolsonaro em Manaus e manifestantes denunciam agressão

Professora que estava em ato crítico a Bolsonaro durante passagem do presidente na capital amazonense registrou boletim de ocorrência após ser empurrada por policial; bolsonaristas se manifestaram sem maiores problemas

A passagem de Jair Bolsonaro por Manaus (AM) nesta sexta-feira (23) foi marcada por atos contra e a favor do presidente. Os manifestantes se reuniram na parte de fora do Centro de Convenções do Amazonas, local que foi inaugurado com a presença do titular do Planalto.

Os manifestantes bolsonaristas ergueram faixas e cartazes de apoio ao presidente, com frases como “Fechado com Bolsonaro” e “Fora STF”. O ato ocorreu sem maiores problemas.

De outro lado, também próximo ao Centro de Convenções, manifestantes de esquerda protestavam contra a passagem por Bolsonaro pela cidade, que recentemente sofreu um colapso no sistema de saúde, cuja a principal motivação, segundo apontam denúncias, seria a inação do governo, visto que o Ministério da Saúde havia sido alertado sobre o problema antes de ele ser agravado.

Os presentes também protestavam contra o título de Cidadão Amazonense concedido a Bolsonaro. “A gente não aceita esse título para Bolsonaro enquanto cidadão amazonense. Tivemos a segunda onda da pandemia aqui e fomos negligenciados por esse governo”, disse à Fórum o ativista estudantil Marcelo Lopes, que esteve presente no ato. Ele frisou que uma das pautas dos manifestantes também são os ataque de Bolsonaro aos indígenas.

“Para receber titulo teria que, no mínimo, defender os povos indígenas, e ele [Bolsonaro] cortou recursos de fiscalização”, completou.

A manifestação dos críticos a Bolsonaro, diferente do ato de bolsonaristas, no entanto, recebeu um tratamento distinto da Polícia Militar. Enquanto os apoiadores do presidente se manifestaram sem maiores problemas, os manifestantes de esquerda foram intimidados pelos policiais, que tentaram acabar com o ato.

Confira no vídeo abaixo registrado por Lopes.

Em um determinado momento, um dos agentes queria impedir os manifestantes de abrirem uma faixa quando empurrou bruscamente a professora Beatriz Calheiro, que caiu no chão. A cena também foi registrada pelo ativista estudantil. O policial, ao perceber que era filmado, se afastou.

Assista.

Logo após o término do ato, a professora Beatriz Calheiro registrou um boletim de ocorrência por agressão 10ª Delegacia de Polícia.

Fórum entrou em contato com a secretaria de Segurança Pública do Amazonas via telefone e e-mail para obter um posicionamento sobre a conduta dos policiais no ato e aguarda retorno. O espaço segue aberto para eventual manifestação.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR