Fórumcast #20
09 de janeiro de 2019, 15h20

VÍDEO: Povos indígenas lançam campanha mundial contra política etnocida de Bolsonaro

"A Damares é uma pessoa que, historicamente, tem perseguido os povos indígenas. Que prega o fundamentalismo religioso, querendo impor a religião cristã aos povos indígenas do Brasil", diz Karai Popygua, liderança Guarani da Terra Indígena Jaraguá.

Reprodução/Youtube

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) lançou nesta quarta-feira (9) uma campanha mundial contra a política etnocida do governo Jair Bolsonaro (PSL) fazendo um apelo à comunidade internacional.

“Pedimos apoio de toda a comunidade internacional, de pessoas ligadas aos Direitos Humanos, que possam ajudar a barrar essa medida de entregar a Funai para os evangélicos, para os ruralistas e causar um verdadeiro massacre, um etnocídio nos territórios indígenas do Brasil”, diz Karai Popygua, liderança Guarani da Terra Indígena Jaraguá.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Segundo ele, além da transferência da demarcação das terras indígenas para os ruralistas, no Ministério da Agricultura, a subordinação da Fundação Nacional do Índio (Funai) à pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandada por Damares Alves, representa um grave perigo para os povos indígenas.

“A Damares é uma pessoa que, historicamente, tem perseguido os povos indígenas. Que prega o fundamentalismo religioso, querendo impor a religião cristã aos povos indígenas do Brasil”, diz.

Veja também:  Vereador do PSDB chama parlamentar vítima da ditadura pelo nome de “Brilhante Ustra”

Chirley Pankará, parlamentar indígena Pankará, diz que Damares não representa os povos indígenas. “A representante não nos representa. Nós temos 305 povos indígenas no país, com sua diversidade de cultura, com sua espiritualidade. Vamos respeitar a cultura do povo brasileiro, respeitar os primeiros habitantes aqui do Brasil. Não vamos invadir a casa das pessoas com seus costumes, seus valores e suas realidades”.

Assista ao vídeo.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum