Vídeo: Vítima de ataque racista, homem expõe agressora em Shopping de Manaus

“Qual é o problema? Esse país é negro também. Tá na Suíça? Racista", disse o homem após ser atacado quando estava com a família na praça de alimentação do shopping. Assista

Um homem negro que teria sido vítima de um ataque racista na praça de alimentação do Amazonas Shopping, em Manaus, nesta quinta-feira (12) expôs a agressora nos corredores do estabelecimento, a chamando de “racista”. A cena foi gravada e viralizou nas redes sociais.

“Qual é o problema? Esse país é negro também. Tá na Suíça? Racista! Racista! Tá no país errado”, diz o homem, confrontanto a mulher, que não foi identificada até o momento.

Segundo testemunhas, o homem estava com a família na praça de alimentação do shopping quando a mulher começou os ataques racistas. Referindo-se ao comportamento do homem, a mulher teria dito: “tinha que ser preto”, segundo relatos nas redes sociais.

O shopping emitiu nota confirmando o caso e dizendo que “não compactua com qualquer ato de discriminação ou preconceito” e que auxililou o homem a prestar queixa na polícia.

“O centro de compras não compactua com qualquer ato de discriminação ou preconceito. Ressalta ainda, que preza por um ambiente de diversidade, acolhedor e boa convivência entre todos que o visitam. A equipe de segurança acompanhou o episódio e se colocou à disposição do cliente para auxílio no registro da ocorrência”, diz o comunicado.

Nas redes sociais, a juíza federal Jaiza Maria Pinto Fraxe, da 7ª Vara Federal Ambiental e Agrária da Seção Judiciária do Estado do Amazonas, se pronunciou sobre o caso.

“Amanheço o dia vendo nas redes episódio de racismo em shoping da cidade de Manaus. Racismo é crime imprescritível e inafiançável,merece apuração e responsabilização. Crianças frequentam shoppings; é muito feio ensinar crianças a serem racistas. Ensinem o respeito aos seus filhos”, tuitou.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.