Imprensa livre e independente
24 de novembro de 2017, 19h56

MP encontra camarão e bolinho de bacalhau na cadeia de Cabral e Garotinho

Iogurtes e baldes de gelo também foram achados dentro do presídio; resolução da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) proíbe a entrada de produtos sem que sejam industrializados dentro das cadeias do estado.

Iogurtes e baldes de gelo também foram achados dentro do presídio; resolução da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) proíbe a entrada de produtos sem que sejam industrializados dentro das cadeias do estado.  Da Redação* O Ministério Público fluminense apreendeu, nesta sexta-feira (24), inúmeras iguarias na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Nolocal estão presos os ex-governadores Anthony Garotinho e Sérgio Cabral, além do presidente afastado da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani, e os deputados também afastados Paulo Melo e Edson Albertassi, do PMDB. As imagens das apreensões foram obtidas com exclusividade pela GloboNews....

Iogurtes e baldes de gelo também foram achados dentro do presídio; resolução da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) proíbe a entrada de produtos sem que sejam industrializados dentro das cadeias do estado.

 Da Redação*

O Ministério Público fluminense apreendeu, nesta sexta-feira (24), inúmeras iguarias na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Nolocal estão presos os ex-governadores Anthony Garotinho e Sérgio Cabral, além do presidente afastado da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani, e os deputados também afastados Paulo Melo e Edson Albertassi, do PMDB.

As imagens das apreensões foram obtidas com exclusividade pela GloboNews. Nas fotos, as embalagens aparecem marcadas com o nome de Cabral na tampa. Os promotores encontraram os alimentos ensacados em tonéis. Já refrigerantes e iogurtes estavam em baldes de gelo para serem conservados.

Quitutes mais refinados, como camarão, presunto de parma e bolinho de bacalhau, também estavam no farnel. Há uma resolução da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) que proíbe a entrada de produtos sem que sejam industrializados dentro das cadeias do estado.

Veja também:  Ameaças de morte de bolsonaristas fazem Feira do Livro em SC cancelar participação de Miriam Leitão

Por isso, o MPE vai comunicar o caso ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. O magistrado é o responsável pelos processos da Lava Jato no estado. Todos os alimentos irregulares foram apreendidos. A operação foi realizada pela Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MP.

Segurança máxima

O ex-governador Anthony Garotinho não vai mais aproveitar as guloseimas. Ele será transferido ao presídio de Bangu 8, na Zona Oeste do Rio, ainda nesta sexta-feira (24). A transferência foi determinada pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) como punição por não ter provado as supostas agressões que diz ter sofrido dentro da cela em Benfica, onde está preso.

Segundo a defesa do ex-governador, ele teve a cela invadida e foi agredido com um porrete. Diz também que uma arma foi apontada para ele. Garotinho teria chegado à delegacia com o dedo do pé machucado e o joelho ralado. Agentes da Seap, no entanto, dizem que ele se autolesionou. Imagens de câmeras de segurança, obtidas com exclusividade pelo RJTV, mostram que ninguém entrou na cela em que ele estava.

Veja também:  Algo está acontecendo na juventude

 *Com informações do G1

 Foto: Divulgação/MP-RJ

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum