Imprensa livre e independente
03 de agosto de 2018, 11h07

MST lança Marcha Nacional Lula Livre com três colunas em direção a Brasília

Mobilização ocorrerá entre 10 e 15 de agosto em direção a Brasília, data marcada para o registro da candidatura do ex-presidente ao Planalto

Foto: MST/Divulgação O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) promoverá um grande evento nesta sexta-feira (3), a partir das 19 horas, que servirá para marcar o lançamento da Marcha Nacional Lula Livre, que será realizada de 10 e 15 de agosto, com destino a Brasília. O encontro, no Armazém do Campo, Alameda Eduardo Prado, 499, no Centro de São Paulo, contará com a participação de políticos e a saudação será de João Pedro Stédile, integrante da direção do MST. ✊? Nesta sexta-feira (3), a partir das 19h, ocorre o Ato de Lançamento da Marcha Nacional Lula Livre, durante as...

Foto: MST/Divulgação

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) promoverá um grande evento nesta sexta-feira (3), a partir das 19 horas, que servirá para marcar o lançamento da Marcha Nacional Lula Livre, que será realizada de 10 e 15 de agosto, com destino a Brasília. O encontro, no Armazém do Campo, Alameda Eduardo Prado, 499, no Centro de São Paulo, contará com a participação de políticos e a saudação será de João Pedro Stédile, integrante da direção do MST.

A marcha será uma mobilização de vários setores da sociedade e o objetivo central é marcar posição em defesa da liberdade do ex-presidente Lula e, também, pelo seu direito dele ser candidato à presidência da República.

Veja também:  Governo Bolsonaro fala em guerra nas ruas se Lula for solto

Serão três colunas que se deslocarão de Formosa, em Goiás; Luziânia, também em Goiás; e Engenho das Lages, no Distrito Federal. A programação prevê que as três colunas entrem simultaneamente em Brasília, no dia 15, data marcada para o registro da candidatura de Lula à presidência.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum