Fórumcast #20
12 de agosto de 2019, 22h19

Agressor de Petrópolis flagrado em vídeo é preso e pede desculpas por WhatsApp

O agressor de mulher, preso após espancar a companheira em público, disse que foi "fraco" e "covarde"

Foto: Reprodução

O homem que agrediu uma mulher de 49 anos em Petrópolis, na região Serrana do Rio de Janeiro, enviou uma mensagem via WhatsApp para a companheira afirmando estar arrependido da atitude. A vítima, que vivia junto do agressor desde janeiro, teve fratura no nariz e no braço após levar diversos socos no meio da rua.

As agressões sofridas pela mulher foram flagradas por câmeras de vigilância de lojas da região e fizeram com que o delegado André Prates encaminhasse o homem direto para o presídio de Bangu, onde está à disposição da Justiça, após ser atuado por lesão corporal qualificada. “As imagens mostram a brutalidade e a indiferença com a vida humana, sem nenhuma chance de defesa para a vítima”, afirmou Prates.

Nas mensagens enviadas à ex-companheira, ele conta que foi “fraco” e “covarde”. “Não deu. Sinto muito. Não tem perdão o que eu fiz com você. Adeus, meu amor. Te amo demais pra viver longe de você”, escreveu em trecho da mensagem.

A mulher contou que vivia com o homem desde janeiro, mas há um mês ele passou a apresentar um comportamento mais agressivo com ataques de ciúmes. “Uma das vezes que a gente estava conversando, ele ficou irritado e colocou as mãos no meu ombro e depois ficou se justificando. Então, acho que aquilo ali já foi um começo da agressão física que ele sentiu vontade de fazer ou que ele poderia ter feito”, disse a vítima.

Veja também:  "O de cima sobe, o de baixo desce": Estudo aponta disparada incessante da desigualdade no Brasil

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum