Alê Silva, deputada da ‘dancinha’, chama PL dos absorventes de ‘mimimi’: “Usávamos paninho”

Bolsonarista minimiza problema da pobreza menstrual: "Aínn o governo tem que me dar"

A deputada federal Alê Silva (PSL-MG), conhecida pela “dancinha do carpinteiro” feita em maio deste ano no Salão Verde da Câmara, usou as redes sociais, na noite deste sábado (10), para minimizar o problema da pobreza menstrual e atacar o Projeto de Lei 4968/19, que cria o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual.

De autoria da deputada Marília Arraes (PT-PE), o PL teve o trecho que prevê distribuição gratuita de absorventes a pessoas de baixa renda vetado pelo presidente Jair Bolsonaro, gerando revolta e fazendo o próprio chefe do Executivo recuar e anunciar que vai tentar viabilizar um programa neste sentido.

Para Alê Silva, no entanto, as reclamações sobre o veto presidencial são “mimimi”. “Sou do tempo em que usávamos paninhos, que a cada mês eram lavados e passados para serem novamente usados. Não tinha mi, mi, mi, aínn o governo tem que me dar”, disparou a bolsonarista.

Diante da péssima repercussão de seu comentário, a deputada fez novas postagens neste domingo (10), afirmando que tem projetos de lei que tratam sobre distribuição de absorventes.

“O meu PL para que políticos, que defendem, doem parte de seus salários para a causa, já está em andamento. Vou estendê-los aos empresários, notadamente jornais, para que doem parte de seus lucros para a compra. Que tal?”, escreveu.

Notícias relacionadas

Publicidade

 

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR