O que o brasileiro pensa?
13 de maio de 2020, 10h52

Após ameaçar e espancar esposa, PM é punido com “transgressão leve” e retorna ao trabalho

Câmeras de segurança mostram policial dando chutes, socos, chineladas e um golpe de judô na mulher

Reprodução

Após agredir e ameaçar a esposa diversas vezes, o cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Tarcísio de Assis Nunes, recebeu a segunda punição mais branda da corporação e foi liberado para retornar ao trabalho. Desde 2015 o servidor é denunciado por violência contra a mulher e, no mês passado, voltou a ser flagrado cometendo crimes do tipo.

Imagens de câmera de segurança da casa do PM em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, mostram o agente dando chutes, socos, chineladas e um golpe de judô na mulher. A corporação, no entanto, concluiu que ele cometeu uma “transgressão leve”.

As imagens fazem parte de um Inquérito Policial Militar (IPM) aberto pela Corregedoria da PM e mostram o policial se aproximando da mulher, que estava sentada no jardim da casa. Eles começam a discutir e Nunes dá um soco no rosto da companheira.

Em seguida, ele chuta a mulher, a puxa e a joga no chão. De acordo com a Corregedoria, Nunes “tem conhecimentos de técnicas de artes marciais, uma vez que a banda que aplicou se asselha com o golpe de judô ‘de-ashi-barai'”.

Depois do primeiro caso, em 2015, ele também voltou a trabalhar normalmente. Nunes chegou a ser preso por um mês, mas foi solto porque “a vítima e o réu se reconciliaram e a vítima não tem mais interesse na prisão do acusado”, de acordo com a decisão judicial que o libertou.

De acordo com o jornal O Globo, a ficha disciplinar de Nunes relata que o agente possui comportamento “bom” na corporação, mesmo após o primeiro caso de agressão.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum