Apresentadora da TV Bahia critica delegado ao vivo por negar acusação de estupro

"Quando a mulher tem a coragem, como essa jovem, de denunciar, todos nós precisamos ampará-la e estamos aqui para isso", afirmou Jéssica Senra

Uma declaração da jornalista Jéssica Senra, que ganhou destaque nacional após criticar a  possibilidade de contratação do goleiro Bruno pelo Fluminense de Feira de Santana, repercutiu nas redes sociais nesta terça-feira (27). A âncora do Bahia Meio Dia, da TV Bahia – afiliada da Globo -, comentava sobre um caso de estupro que ocorreu no sul do estado.

Senra discordou da posição do delegado responsável pelo caso de classificar o caso de estupro como “importunação sexual” porque não teria havido “violência”. “Essa é uma confusão que acontece muitas vezes por parte de alguns delegados que é a de entender que o estupro não aconteceu por falta da violência. Nesse caso é um estupro de vulnerável – ela estava dormindo, ela não tinha como reagir. Por isso é que muitas vezes você não constata a violência, é um crime diferente”, declarou.

“Não é estupro simplesmente, é estupro de vulnerável. Isso não é importunação sexual. E digo isso porque estive conversando com especialistas na manhã de hoje, com professores e criminalistas”, completou.

Em comentário direcionado aos telespectadores, a jornalista destacou que a mulher é muita vezes desencorajada a fazer a denúncia de estupro e acaba sendo silenciada. “Quando a mulher tem a coragem, como essa jovem, de denunciar, todos nós precisamos ampará-la e estamos aqui para isso”, disse.

A massoterapeuta Maria do Carmo Ribeiro conta que acordou na manhã de sábado (25) com um homem sobre ela. Ele invadiu a casa da mulher, abusou sexualmente dela e ainda levou o celular da vítima. Segundo ela, o agressor também abusou de outras vítimas na comunidade ribeirinha de Caraíva, na cidade de Porto Seguro.

Assista à declaração abaixo:

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR