Fórumcast, o podcast da Fórum
14 de junho de 2018, 10h07

Dia histórico na Argentina: Deputados aprovam legalização do aborto

Em um placar apertado o direito das mulheres decidirem venceu: foram 129 votos favoráveis e 125 contrários

Foto: Letícia Viola

Em uma sessão hitórica, a Câmara de Deputados da Argentina aprovou nesta quinta-feira (14) a lei que descriminaliza o aborto até a 14ª semana de gestação. O placar foi de 129 votos a favor e 125 contrários. A votação foi comemorada por mulheres nas províncias do país vizinho que fizeram vigílias na expectativa pelo resultado sob uma temperatura de apenas 4 graus. O texto será encaminhado ao Senado. Em caso de nova vitória será sancionado pelo presidente Maurício Macri, que se manifestou afirmando que respeitará a decisão das duas casas.

As discussões na Câmara dos Deputados se arrastaram por 22 horas, desde a manhã de quarta. As 9h41 a vitória do sim foi anunciada e os gritos de “Aborto legal no hospital” ecoaram no plenário.

O projeto estava na casa legislativa argentina desde 1983, mas não encontrava número de parlamentares suficientes para levar o tema ao plenário. Este ano, sob forte crise econômica, os deputados decidiram finalmente pelo debate que dividiu a sociedade. A ponto de um cordão de isolamento ter sido montado para dividir favoráveis e contrário ao direito da mulher interromper a gravidez.

A colunista da Fórum, Ana Prestes, contou, nesta quarta-feira, como estavam os ânimos de argentinas e argentinos. A campanha pró-direito ao aborto levava a cor verde, que foi decidida em um encontro de mulheres há mais de 10 anos, em 2003, quando elas chegaram à conclusão de que o verde não era apropriado por nenhum partido político e que tinha muita força. Ocupações de escolas fazem parte das mobilizações de estudantes feministas. São várias escolas e universidades “tomadas” pelas estudantes. Mais de 30 mil assinaram um manifesto pró-direito ao aborto. A ministra da educação, Soledad Acuña, se pronunciou irritada sobre as estudantes: “eso del aborto no es cosa de ellas”.

Momentos antes da votação que deu vitória do direito ao aborto, a deputada Silvia Lospennato fez um discurso emocionado. “Este é o século do direito das mulheres. Cedo ou tarde as jovens que seguram os lenços verdes vão conquistar o que pdem. Tiremos o aborto da clandestinidade. Unidas em nossas diferenças, que o aborto seja lei”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum