DJ Ivis é preso em Fortaleza por agressões à ex-esposa

A digital influencer Pamella Holanda postou vídeos que mostram ela sendo agredida com chutes, socos e puxões de cabelo

Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, foi preso, nesta quarta-feira (14), em Fortaleza (CE), depois do vazamento, nas redes sociais, de vídeos de agressões contra a ex-esposa, Pamella Holanda. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), confirmou a prisão pelo Twitter.

“Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, postou Santana.

Vídeos gravados por câmera de segurança interna mostram o DJ agredindo Pamella na frente da filha e de outras duas pessoas: a mãe dela e um funcionário do produtor musical.

A digital influencer Pamella Holanda vai ser submetida a outro exame de corpo de delito, com o objetivo de definir a gravidade das lesões sofridas. A informação é de Tarso Facó, delegado adjunto do distrito que investiga o caso.

Chutes, socos e puxões de cabelo

Pamella postou vídeos que mostram ela sendo agredida com chutes, socos e puxões de cabelo. A digital influencer registrou boletim de ocorrência (BO), no dia 3 de julho, na delegacia da cidade de Eusébio, na Grande Fortaleza.

Até esta quarta (14), pelo menos dez pessoas já foram ouvidas pela polícia, que investiga o caso de lesão corporal no contexto de violência doméstica. A ocorrência é acompanhada pelo Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) da Polícia Civil.

Com informações do G1

Publicidade
Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR