Doria vetou o “Dossiê Mulher” em meio ao aumento dos casos de feminicídio em SP, diz deputada

Em vídeo publicado na internet, Isa Penna (PSOL-SP) cita dados divulgados pela Fórum sobre o aumento dos casos de feminicídio no estado de São Paulo

A deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP) divulgou nesta quinta-feira (16) um vídeo sobre o aumento dos casos de feminicídio no estado de São Paulo em 2019. Nele, ela cita uma matéria da Fórum que registrou o aumento de 29% dos casos em relação a 2018.

No vídeo, a deputada comentou sobre a incidência de crimes cometidos por conhecidos das vítimas. “A maioria dos crimes de feminicídio, de estupro, de assédio sexual são praticados por pessoas conhecidas. 105 das 154 ocorrências ocorreram dentro da casa da vítima”, ressaltou, sobre o número registrado em 2019.

A deputada também comentou sobre as denúncias que foram recebidas ao longo do ano sobre condições ruins de trabalho e criticou as políticas do governo Doria: “A gente tem um governador que aplica uma política de desmonte de tudo que é serviço público. É sintomático o aumento de feminicídios no estado de São Paulo, porque a precarização do serviço público causa, tem um impacto direto na conta, e vai afetar principalmente as mulheres negras, que moram na periferia, que têm menos acesso a equipamentos públicos que podem acolhê-las”, declarou.

Isa denunciou ainda o veto ao Dossiê Mulher: “A gente tem que pensar em políticas que façam a prevenção da ocorrência desses crimes. E, pra isso, a gente tem uma política pública, que é básica, foi apresentada pela nossa mandata, que já existe em diversos estados, e foi vetada pelo governador João Doria, que é o Dossiê Mulher. O Dossiê Mulher é basicamente você ter um cruzamento de dados de diversas secretarias”.

https://www.facebook.com/IsaPennaPsol/videos/528576027760375/

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.