Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de fevereiro de 2020, 20h39

Ex-presidente do PSL em SC lamenta morte de “gatinha” enquanto “barangas” seguem vivas

Marcelo Brigadeiro ainda defendeu a execução de "barangas" para melhorar o nível da "mulherada"

Marcelo Brigadeiro (Reprodução/Facebook)

Lutador de jiu jitsu e ex-presidente do PSL em Balneário Camboriú (SC), Marcelo Brigadeiro teve comentários misóginos vazados na manhã deste sábado (22) e revoltou as redes sociais. Em conversa no WhatsApp, Brigadeiro lamentou a morte de Jordana Claudia de Oliveira, que caiu de moto e foi atropelada por um caminhão na BR-101 nesta sexta-feira (21).

“Uma pena… A menina era uma gatinha. Enquanto isso tem um monte de baranga que segue viva”, disse ao se referir a vítima do acidente. Um integrante do grupo tentou alertar o bolsonarista sobre a gravidade de seu comentário, mas foi ignorado.

“São 2 seres humanos… nada a ver seu pensamento”, escreveu o integrante. “Ué. Tenho direito de preferir a morte de um jaburu à morte de uma gatinha não tenho?”, respondeu o lutador.

Outro integrante entrou na discussão e retrucou Brigadeiro: “mais uma oportunidade perdida de se abster de comentar”. O bolsonarista então responde: “Tô aprendendo contigo”.

Marcelo ainda continuou seus comentários misóginos. “Para cada gatinha que batesse as botas, duas barangas deveriam ser executadas… Dessa forma aos poucos íamos melhorando o nível da mulherada”.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum