O que o brasileiro pensa?
09 de maio de 2020, 12h00

Homem dopa esposa para espancá-la e posta vídeo na internet

Vítima denunciou o acontecido e recebeu apoio nas redes sociais

Reprodução

Um homem dopou a esposa para espancá-la e postou um vídeo do acontecido nas redes sociais. A vítima denunciou o acontecido e revelou: “Cega em um relacionamento abusivo de anos cheguei quase à morte”.

Conhecido como Keko, o agressor gravou um vídeo em que a esposa, Sabrina, aparecia dopada , e assumiu agredi-la. “Em briga de marido e mulher não se mete a colher”, repete ele no vídeo que publicou nesta quarta-feira (6). As publicações em que Keko assume espancar a esposa, dizendo “esse sou eu”, foram apagadas do seu perfil.

Sabrina, porém, expôs o ocorrido em seu Instagram. “Hoje estou passando por uma depressão porque quando durmo lembro dessas cenas. Que ele fez questão de filmar enquanto estava drogado e mandar para as pessoas. Mesmo com provas e testemunhas estou lutando na justiça”, contou.

Na publicação, Sabrina não explicita quando a agressão filmada ocorreu, mas compartilha que Keko tinha um problema de envolvimento com drogas e, além de agredi-la, deixou uma dívida em seu nome. “Tínhamos rota de semi joias juntos e tudo era no meu nome, ele gastou tudo em droga. Me deixou endividada”, escreveu.

A vítima ainda deixou um recado para outras mulheres vivendo a mesma situação. “Mulheres que passam por qualquer tipo de abuso procurem ajuda. Mas saiam dessa”, disse. “Espero um dia cicatrizar todas essas feridas. Se conseguir me manter viva.”

https://www.instagram.com/p/B_3WeMwFbZc/?utm_source=ig_web_copy_link

A publicação recebeu comentários de personalidades famosas e da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. “Nossa equipe do ministério vai entrar em contato com você para oferecer ajuda e orientação se precisar e desejar”, escreveu Damares.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum