Mãe acusa enfermeiro de estuprar a filha internada com suspeita de Covid-19 em MS

Míriam Motta registrou BO na Delegacia da Mulher, com base no áudio enviado pela filha, descrevendo em detalhes o ato

Uma mulher chamada Míriam Motta, denunciou que a filha, de 36 anos, foi estuprada por um enfermeiro dentro do Hospital Regional do Mato Grosso do Sul (HRMS), na madrugada de quarta-feira (3). A vítima estava internada com suspeita de Covid-19, de acordo com reportagem do R7.

A mãe da paciente registrou um boletim de ocorrência (BO) na Delegacia da Mulher, com base no áudio enviado pela filha por mensagem de celular. A vítima descreve em detalhes o ato. Ela revela que tentou parar a ação do suspeito, porém, estava sem forças. 

Ao receber a mensagem, Míriam Motta procurou a direção do hospital e a polícia. De acordo com dela, a filha estava com medo de denunciar. Entretanto, ela decidiu tornar público para que outras mulheres não passem pela mesma situação.

Estupro de vulnerável

O caso foi registrado como estupro de vulnerável. O HRMS, via nota, afirmou: “Reiteramos que todos os casos de supostas infrações nos diversos campos, administrativo e assistencial, o HRMS pauta-se nos ditames éticos e legais vigentes para tomada de providências”.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR