Sâmia Bomfim relata ataques nas redes após compartilhar foto grávida: “Já pode abortar”

De acordo com a deputada, maternidade é um "prato cheio" para o discurso de ódio

A deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP) se tornou alvo de novos ataques nas redes sociais após compartilhar uma foto sua, no último sábado (20), grávida do filho que terá com o também deputado do PSOL, Glauber Braga.

As ofensas miravam o fato de Sâmia ser defensora da legalização do aborto e do respeito à diversidade de gênero.

“Por favor, se em algum momento a gravidez ficar difícil, não o mate”, “sorte da criança ter chegado até aí”, “amontoado de células, já pode abortar” e “ela está induzindo o filho a ser homem” foram alguns dos comentários recebidos por ela.

Para a deputada, a maternidade é um “prato cheio” para o discurso de ódio. “Muitas vezes esses grupos atuam de forma organizada na internet e a maternidade é um prato cheio. Eles buscam identificar contradições na postura feminista, como se defender a legalização do aborto fosse o mesmo que pregar o assassinato desenfreado de bebês”, afirma ela, em entrevista ao Universa.

Ela garante, no entanto, que esta não é a primeira vez que recebe mensagens do tipo. “No passado, recebi ataques sistemáticos com relação à minha forma física e à minha capacidade de trabalho. Sempre existe um elemento de desqualificação da mulher, principalmente quando ela está na política. Isso acabou me deixando um pouco calejada. Por isso, é muito raro que uma ofensa me atinja de uma maneira mais profunda. Até porque, paralelamente, recebo muito apoio, mensagens de pessoas queridas, que balanceiam a situação”, conta.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR