Sargento do DF passa a mão em seio de menina de 14 anos em mercado, é preso e solto no dia seguinte; veja vídeo

Câmeras de segurança flagraram o momento em que Claudiney Valadares, do Corpo de Bombeiros, assedia a adolescente

O sargento Claudiney Valadares, do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, foi preso nesta sexta-feira (4) após ser flagrado apalpando os seios de uma adolescente de 14 anos em um supermercado na cidade de Ceilândia.

A menina assediada estava na companhia dos pais e relatou a eles a agressão. Câmeras de segurança do estabelecimento confirmaram o assédio: nas imagens é possível ver que a jovem passa com a mãe e o irmão em um corredor enquanto o bombeiro vem do sentido oposto e, quando se cruzam, ele toca rapidamente os seios da adolescente.

Assista.

Logo após o ocorrido, clientes da loja partiram para cima de Valadares e iniciou-se uma tentativa de linchamento, mas seguranças do estabelecimento contiveram os presentes até a chegada da Polícia Militar, que conduziu o bombeiro à Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam), onde ele foi autuado por importunação sexual.

Neste sábado (5), após audiência de custódia, Claudiney Valadares foi liberado sem a necessidade de pagamento de fiança. Ficou determinado pela Justiça do DF que ele deverá cumprir medidas restritivas, entre elas não voltar ao supermercado e não se aproximar da vítima ou seus familiares. O caso seguirá sendo investigado.

Em nota, o Corpo de Bombeiros do DF informou que “em momento oportuno, se confirmando a veracidade das informações, como de praxe, tomará todas as medidas administrativas cabíveis e necessárias para o caso”.

Confira, abaixo, a íntegra da nota.

“O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal informa que tomou conhecimento de um fato ocorrido com um militar da corporação, nessa sexta-feira (04/06) que foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil na Ceilândia, desde então vem acompanhando todos os procedimentos apuratórios e em momento oportuno, se confirmando a veracidade das informações, como de praxe, tomará todas as medidas administrativas cabíveis e necessárias para o caso.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal não compactua com nenhum comportamento incoerente aos preceitos dessa instituição.”

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.