TJ-SP tira juiz que menosprezou lei Maria da Penha da Vara da Família

Em audiência, magistrado disse: “Se tem lei Maria da Penha, não tô nem aí. Ninguém agride ninguém de graça”; corregedoria apura caso

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) tirou da Vara da Família o juiz que, em uma audiência, menosprezou a Lei Maria da Penha e fez diversas declarações misóginas.

A assessoria do tribunal informou à Fórum que “o juiz Rodrigo de Azevedo Costa foi designado, a contar da data de hoje (quinta-feira, 7), para auxiliar as Varas de Fazenda Pública do Foro Central”.

 Na nota, o TJ-SP diz ainda que essa é uma medida administrativa. E que ela “em nada altera a apuração conduzida pela Corregedoria Geral da Justiça sobre os fatos noticiados”.

O caso

O caso foi revelado pela jornalista Mariana Kotscho, no blog Papo de Mãe. Ela teve acesso aos vídeos da audiência, que foi on-line. 

Era um processo de pensão alimentícia, guarda e direito de visita. A mulher já tinha sido vítima de violência doméstica e tinha precisado de medidas protetivas contra o ex-marido em duas ocasiões.

Em um dos trechos da audiência, que durou cerca de três horas, o juiz afirma: “Vamos devagar com o andor que o santo é de barro. Se tem lei Maria da Penha contra a mãe eu não tô nem aí. Uma coisa eu aprendi na vida de juiz: ninguém agride ninguém de graça”.

Ele prossegue, em outro trecho, com o menosprezo à legislação, e chega a ameaçar tirar a guarda da mãe: “Qualquer coisinha vira lei Maria da Penha. É muito chato também, entende? Depõe muito contra quem… eu já tirei guarda de mãe, e sem o menor constrangimento, que cerceou acesso de pai. Já tirei e posso fazer de novo”, afirma.

Em outro momento, o juiz responsabiliza a mulher pelas agressões que ela sofreu. “Ele pode ser um figo podre, mas foi uma escolha sua e você não tem mais 12 anos”.

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR