Imprensa livre e independente
25 de julho de 2018, 22h08

Mulheres negras celebram resistência com grande ato em São Paulo

Marcha das Mulheres Negras marcou o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americano e Caribenha na capital paulista; confira

Foto: Ninja
Nesta quarta-feira (25) é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americano e Caribenha. No Brasil, a data foi instituída com a Lei nº 12.987/2014, sancionada pela ex-presidenta Dilma Rousseff, como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Em São Paulo, coletivos e movimentos sociais ligados à causa negra e feminista realizaram, para celebrar a data, a 3ª Marcha das Mulheres Negras, que teve como slogan “Nossos passos vêm de longe”. De acordo com a organização do evento, a marcha veio para lembrar da resistência histórica de mulheres que lutaram contra as diversas formas de opressão, bem como...

Nesta quarta-feira (25) é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americano e Caribenha. No Brasil, a data foi instituída com a Lei nº 12.987/2014, sancionada pela ex-presidenta Dilma Rousseff, como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.

Em São Paulo, coletivos e movimentos sociais ligados à causa negra e feminista realizaram, para celebrar a data, a 3ª Marcha das Mulheres Negras, que teve como slogan “Nossos passos vêm de longe”. De acordo com a organização do evento, a marcha veio para lembrar da resistência histórica de mulheres que lutaram contra as diversas formas de opressão, bem como pautar temas enfrentados até hoje por essas mulheres, como o racismo, o machismo e a LGBTfobia.

Estiveram presentes no ato, que aconteceu na Praça Roosevelt, centro da capital paulista, diversas lideranças negras, religiosas, políticas e também indígenas, como a pré-candidata a vice presidente pelo PSOL, Sônia Guajajara.

Confira, em fotos, como foi a marcha.

Fotos: Mídia Ninja

Veja também:  Campanha antidrogas do governo federal vira motivo de piada nas redes

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum