Imprensa livre e independente
17 de julho de 2017, 12h35

Na briga contra Temer, Globo vai transmitir sessão do impeachment na íntegra

A emissora vai ficar ao vivo durante toda a votação, mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries.

A emissora vai ficar ao vivo durante toda a votação, mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries. Da Redação* De acordo com informações da coluna de Mônica Bérgamo, a TV Globo transmitirá ao vivo toda a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto. Mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries. “A emissora abrirá a transmissão a partir do primeiro parlamentar a votar, e manterá a narração ao vivo até o último deputado declarar sua posição no microfone. No impeachment de Dilma Rousseff,...

A emissora vai ficar ao vivo durante toda a votação, mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries.

Da Redação*

De acordo com informações da coluna de Mônica Bérgamo, a TV Globo transmitirá ao vivo toda a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto. Mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries.

“A emissora abrirá a transmissão a partir do primeiro parlamentar a votar, e manterá a narração ao vivo até o último deputado declarar sua posição no microfone.

No impeachment de Dilma Rousseff, no dia 17 de abril de 2016, um domingo, a emissora ficou seis horas no ar -das 17h46 às 23h50. O afastamento de Fernando Collor também foi transmitido de forma ininterrupta.

E Rodrigo Maia, presidente da Câmara, já definiu o rito da votação: ele abrirá a sessão com 52 parlamentares em plenário. Quando o número chegar a 257, se já tiverem discursado acusação e defesa e parlamentares, encerra a discussão. E abre a votação quando 342 deputados, ou 2/3 da Casa, estiverem presentes.

Veja também:  Cantanhêde chama Rodrigo Maia de “novo Ulysses” e Zé de Abreu rebate: “Seria como comparar você ao Glenn”

Caso não se atinja esse quorum, Maia convocará uma nova sessão. E assim sucessivamente, até que o quorum seja atingido.”

*Com informações da coluna de Mônica Bérgamo

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum