Imprensa livre e independente
21 de setembro de 2017, 15h23

Na ONU, ministro de Temer esconde Samarco e diz que caso de Mariana foi “fatalidade”

Em um seminário de investidores em Nova Iorque, ao falar sobre o caso de Mariana (MG), o ministro de Minas e Energias sequer citou a Samarco, que é a responsável direta pelo maior crime ambiental da história do país que matou 19 pessoas Por Redação  Em seminário promovido pela revista Financial Times durante a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque (EUA), o ministro de Minas e Energias, Fernando Coelho Filhou, classificou o desastre de Mariana em 2015 como “um acidente e uma fatalidade”. O evento aconteceu nesta quarta-feira (20). Ao citar o caso, o ministro sequer citou a...

Em um seminário de investidores em Nova Iorque, ao falar sobre o caso de Mariana (MG), o ministro de Minas e Energias sequer citou a Samarco, que é a responsável direta pelo maior crime ambiental da história do país que matou 19 pessoas

Por Redação 

Em seminário promovido pela revista Financial Times durante a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque (EUA), o ministro de Minas e Energias, Fernando Coelho Filhou, classificou o desastre de Mariana em 2015 como “um acidente e uma fatalidade”. O evento aconteceu nesta quarta-feira (20).

Ao citar o caso, o ministro sequer citou a mineradora Samarco e escondeu a responsabilidade e negligência da empresa, responsável direta pelo rompimento da barragem que culminou no maior crime ambiental da história do país. A tragédia deixou 19 pessoas mortas e milhares de desabrigados.

Preocupado com o mercado, o ministro falou sobre a “má impressão” da população com a mineração, como se o que tivesse ocorrido fosse um mero acaso.

“Nós tivemos recentemente o desastre de Mariana, que não contribuiu, mas aquilo tem que ser encarado como foi, de fato foi um acidente. Nós temos que trabalhar para que outros não ocorram, mas como uma fatalidade, você não tem controle sobre isso”, afirmou.

Veja também:  Perdida na guerra semiótica, esquerda agora ataca Tabata Amaral

Confira a reportagem especial sobre o assunto da TVT.

Foto: Marcelo Camargo/ABr

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum