Imprensa livre e independente
28 de março de 2019, 21h00

Nana Caymmi defende Bolsonaro e ataca Gil, Caetano e Chico

Declarações da cantora em entrevista à Folha de S.Paulo geraram revolta e viraram um dos assuntos mais comentados no Twitter

Foto: Divulgação
Nana Caymmi resolveu “atirar para todos os lados”. Em entrevista à Folha de S.Paulo, nesta quinta-feira (28), a cantora saiu em defesa de Jair Bolsonaro e atacou Chico Buarque, Gilberto Gil e Caetano Veloso, que sempre se caracterizaram por posicionamentos políticos progressistas. A repercussão foi tanta que o nome da cantora virou um dos assuntos mais comentados no Twitter. A cantora admitiu ter votado em Bolsonaro no segundo turno das eleições de 2018 e pediu apoio ao presidente: “É injusto não dar a esse homem um crédito de confiança. Um homem que estava fodido, esfaqueado, correndo pra fazer um ministério,...

Nana Caymmi resolveu “atirar para todos os lados”. Em entrevista à Folha de S.Paulo, nesta quinta-feira (28), a cantora saiu em defesa de Jair Bolsonaro e atacou Chico Buarque, Gilberto Gil e Caetano Veloso, que sempre se caracterizaram por posicionamentos políticos progressistas. A repercussão foi tanta que o nome da cantora virou um dos assuntos mais comentados no Twitter.

A cantora admitiu ter votado em Bolsonaro no segundo turno das eleições de 2018 e pediu apoio ao presidente: “É injusto não dar a esse homem um crédito de confiança. Um homem que estava fodido, esfaqueado, correndo pra fazer um ministério, sem noção da mutreta toda… Só de tirar PMDB e PT já é uma garantia de que a vida vai melhorar”, declarou.

E partiu pra cima dos músicos: “Agora vêm dizer que os militares vão tomar conta? Isso é conversa de comunista. Gil, Caetano, Chico Buarque. Tudo chupador de pau de Lula. Então, vão pro Paraná fazer companhia a ele. Eu não me importo”, acrescentou.

Veja também:  Por que Jair Bolsonaro não tuíta mais sobre corrupção?

Não contente com o ataque gratuito, Nana, que já foi casada com Gilberto Gil, escolheu o artista baiano para mais críticas: “Gil é maluco, adora aparecer. Se pudesse, dormia no palco. E ele tá cansado. Chega, está cantando há séculos e aos gritos. Eu falei: ‘Gil, não grita’, ‘Gil, não grita’. Mas conselho não se dá. Por que Caetano tem a voz que tem, a mesma desde que nasceu entre as pernas de dona Canô? Não há possibilidade de ele dar um grito. Só dá grito quando ele tá furioso com a Paula (Lavigne) ou se é pra falar de jornalista”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum