Imprensa livre e independente
24 de julho de 2017, 10h36

Nelson Marchezan Jr. cai no ridículo nas redes e até dança o “Daspacito”. Veja o vídeo

O presidente do diretório municipal de Porto Alegre do PT, Rodrigo Dilelio, disse sobre o assunto: "Alegamos um uso indevido da máquina pública para se autopromover. É um perfil pessoal, mas de uso oficial do prefeito", diz. "Ele está em meio a uma campanha de ódio contra servidores e partidos."

O presidente do diretório municipal de Porto Alegre do PT, Rodrigo Dilelio, disse sobre o assunto: “Alegamos um uso indevido da máquina pública para se autopromover. É um perfil pessoal, mas de uso oficial do prefeito”, diz. “Ele está em meio a uma campanha de ódio contra servidores e partidos.” Da Redação* O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr. (PSDB), apesar de eleito para governar a cidade, continua se comportado como militante do MBL. Já dançou o “Despacito” junto com o secretariado em um evento público e, pior, tem usado eventos e canais oficiais para criticar o ex-presidente Lula,...

O presidente do diretório municipal de Porto Alegre do PT, Rodrigo Dilelio, disse sobre o assunto: “Alegamos um uso indevido da máquina pública para se autopromover. É um perfil pessoal, mas de uso oficial do prefeito”, diz. “Ele está em meio a uma campanha de ódio contra servidores e partidos.”

Da Redação*

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr. (PSDB), apesar de eleito para governar a cidade, continua se comportado como militante do MBL. Já dançou o “Despacito” junto com o secretariado em um evento público e, pior, tem usado eventos e canais oficiais para criticar o ex-presidente Lula, o PT e símbolos ligados à esquerda.

As postagens incomodaram o diretório municipal do PT, que na semana passada entrou com uma representação no Ministério Público por improbidade administrativa.

A direção petista alega que Marchezan “utiliza indevidamente a estrutura” da prefeitura para incitar o ódio político. À queixa, foram anexadas 50 páginas de exemplos.

Entre eles, há um vídeo em que Marchezan diz estar “em um dos porões da prefeitura” e ter se lembrado de Lula porque o local costumava abrigar uma cadeia.

Veja também:  "Pessoal cobra de mim, mas quem emprega não sou eu", diz Bolsonaro no Brasil com 13,4 milhões de desempregados

Outro são os chamados “decretos de sexta-feira”, nos quais Marchezan lista “ordens” para o fim de semana (“no uso da atribuição que lhe confere a zoeira”). Um artigo de um deles, o que permitia “comemorar as festas de São João”, diz que “se você pertence a certos partidos vermelhos, está proibido formar quadrilha.”

Para o tucano, seu Facebook é pessoal e não o representa só como prefeito. “A ferramenta é minha. Falo nela o que bem entender, o que faço como prefeito, como cozinheiro, pai”¦”, disse à Folha. “É uma pena ocuparem o Ministério Público com algo fútil.”

A linguagem da página de Marchezan, recheada de memes, destoa da de outras prefeituras e se aproxima da comunicação de movimentos como o MBL, que apoiou sua candidatura.

O tucano chama o grupo de “meus amigos, meus parceiros” e diz que segue seus conselhos para as redes sociais.

Segundo o prefeito, nem tudo que vai para as redes é pensado estrategicamente. “Esses dias estava com meu filho, descendo uma ladeira com um papelão. Filmei e postei.”

Veja também:  Reinaldo Azevedo: Procuradora foi afastada de audiência com Lula 48 horas depois que Moro mandou

Uma das críticas do PT é que o tucano age mais como youtuber do que como prefeito. Questionado sobre a exposição, Marchezan diz que a considera inevitável. “Não tenho escolha, tenho uma vida de exposição. As pessoas falam da minha alimentação, do meu rosto cansado.”

CENSURA E INVEJA

O presidente do diretório municipal do PT, Rodrigo Dilelio, nega a tentativa de censurar Marchezan. “Alegamos um uso indevido da máquina pública para se autopromover. É um perfil pessoal, mas de uso oficial do prefeito”, diz. “Ele está em meio a uma campanha de ódio contra servidores e partidos.”

Ao envio da representação não faltou uma resposta em vídeo na rede social do prefeito. “No fundo esses caras estão com inveja porque eu sei dançar o ‘Despacito’ e ele [sic] não (…) Morra de inveja!”.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum