Imprensa livre e independente
31 de outubro de 2017, 11h46

Netflix se diz “profundamente incomodado” e encerra House of Cards

A Netflix teria decidido encerrar a série horas após o protagonista da série, Kevin Spacey, ser acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp, que tinha 14 anos à época do episódio

A Netflix teria decidido encerrar a série horas após o protagonista da série, Kevin Spacey, ser acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp, que tinha 14 anos à época do episódio Da Redação* De acordo com o site especializado Deadline, a série “House of Cards” acabará após o final da 6ª temporada. A Netflix teria decidido encerrar a série horas após o protagonista da série, Kevin Spacey, ser acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp, que tinha 14 anos à época do episódio. Spacey é o personagem Frank Underwood na série. Em nota, Spacey, que tinha 26 anos à época, disse que...

A Netflix teria decidido encerrar a série horas após o protagonista da série, Kevin Spacey, ser acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp, que tinha 14 anos à época do episódio

Da Redação*

De acordo com o site especializado Deadline, a série “House of Cards” acabará após o final da 6ª temporada.

A Netflix teria decidido encerrar a série horas após o protagonista da série, Kevin Spacey, ser acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp, que tinha 14 anos à época do episódio.

Spacey é o personagem Frank Underwood na série.

Em nota, Spacey, que tinha 26 anos à época, disse que não se lembra do encontro. No entanto, ele afirmou que, se tiver se “comportado como ele descreve, devo as mais sinceras desculpas”.

Após as revelações, Spacey revelou ser homossexual.

*Com informações do Poder 360 e Deadline

Foto: Divulgação

 

Veja também:  Tabata Amaral: aquela que roubou o mandato de seus eleitores

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum