Imprensa livre e independente
22 de março de 2015, 14h04

No Dia Mundial da Água, entidade lança “manual de sobrevivência para a crise”

Diante da maior crise de hídrica da história do estado de São Paulo, a Aliança pela Água aproveitou a data para lançar publicação que dá dicas práticas de reuso e economia, ensina a população a encarar cortes no abastecimento e traça estratégias para o já esperado momento de colapso

Diante da maior crise de hídrica da história do estado de São Paulo, a Aliança pela Água aproveitou a data para lançar publicação que dá dicas práticas de reuso e economia, ensina a população a encarar cortes no abastecimento e traça estratégias para o já esperado momento de colapso  Por Aliança pela Água  Para marcar o Dia Mundial da Água (22 de março), celebrado em meio à pior crise hídrica da história do Estado de São Paulo, a Aliança pela Água disponibiliza, a partir de hoje em seu site (www.aguasp.com.br), o “Água: Manual de Sobrevivência para a Crise”. A Aliança pela...

Diante da maior crise de hídrica da história do estado de São Paulo, a Aliança pela Água aproveitou a data para lançar publicação que dá dicas práticas de reuso e economia, ensina a população a encarar cortes no abastecimento e traça estratégias para o já esperado momento de colapso 

Por Aliança pela Água 

Para marcar o Dia Mundial da Água (22 de março), celebrado em meio à pior crise hídrica da história do Estado de São Paulo, a Aliança pela Água disponibiliza, a partir de hoje em seu site (www.aguasp.com.br), o “Água: Manual de Sobrevivência para a Crise”. A Aliança pela Água é uma rede de quase 50 entidades, entre ONGs, coletivos e movimentos sociais que desde outubro monitora a resposta do governo e propõe soluções à crise hídrica.

O livreto ilustrado foi produzido de forma colaborativa pelos vários grupos e especialistas que compõem a Aliança e, traz, em linguagem simples, dicas práticas de economia de água no dia-a-dia, como reutilizar água com segurança e como sobreviver se a torneira secar de fato. “Nosso público-alvo são as populações mais carentes, que geralmente não têm caixa-d’água e têm sido as mais afetadas pelos cortes no fornecimento resultantes da redução na pressão da rede de distribuição da Sabesp”, explica a jornalista Claudia Visoni, que coordenou a redação do Manual. “Mas as dicas servem para todo mundo. Procuramos compilar soluções caseiras, baratas e fáceis de fazer”.

Veja também:  Revista Veja trará novas denúncias do conluio entre Moro e procuradores da Lava Jato

A publicação tem 7 capítulos, que respondem a perguntas como por que está faltando água e como preparar-se para a emergência, além de detalhar práticas de economia máxima, estratégias para o momento de colapso, orientações de saúde e informações sobre fontes alternativas de água. O manual funciona de forma coordenada à outros materiais e aplicativos que já existem, como o Cadê a Água? (http://util.socioambiental.org/deondevem/#faltou-agua), desenvolvido pelo ISA (Instituto SocioAmbiental) em apoio à Aliança, que permite que as pessoas denunciem a falta dágua em suas casas, ajudando a mapear e comunicar a dimensão da crise.

Nos próximos meses, o “Água: Manual de Sobrevivência para a Crise” será lançado em versão impressa e em forma de app para celulares e tablets.

Foto: Conta D’água 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum