Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de abril de 2017, 12h18

44% dos médicos cassados no CFM são por assédio sexual

Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), 61 médicos brasileiros foram julgados culpados por algum delito ético desde 2009; destes, 27 casos envolveram assédio sexual

Por Redação

Segundo dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), 44% das cassações de registros profissionais de médicos ocorridas no país desde 2009 tiveram como causa o assédio sexual contra pacientes. Neste período, 61 médicos brasileiros foram julgados culpados pelo conselho por algum delito ético. Destes, 27 casos envolveram assédio sexual.

Em 2011 houve recorde de cassações por este motivo, mesmo ano em que Roger Abdelmassih perdeu o registro após ser considerado culpado por violência sexual contra pacientes de sua clínica de reprodução assistida. Ele acabou condenado pela Justiça a 278 anos de prisão por 48 estupros.

Naquele ano, das 13 cassações acompanhadas pelo órgão, dez estavam relacionadas com denúncias de assédio sexual, o que representa 77% do total. Para Roberto Luiz d’Avila, presidente do CFM, a ampla divulgação da condenação de Abdelmassih pode ter acarretado um aumento de denúncias por estimular vítimas de outros médicos a procurarem as autoridades.

Veja também:  Bolsonarista, Carlos Vereza diz que gestão cultural está sendo maltratada

Com informações do Estadão


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum