Fórumcast, o podcast da Fórum
14 de março de 2016, 15h52

Juíza remete denúncia do MP-SP contra Lula para a Justiça Federal em Curitiba

Ela entendeu que os promotores paulistas, responsáveis por um pedido de prisão contra o ex-presidente, não têm competência para fazer uma investigação de tema que eles próprios admitem estar relacionado à Operação Lava Jato

Ela entendeu que os promotores paulistas, responsáveis por um pedido de prisão contra o ex-presidente, não têm competência para fazer uma investigação de tema que eles próprios admitem estar relacionado à Operação Lava Jato

Da Redação

A juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal Central de São Paulo, decidiu nesta segunda-feira (14/03) que a denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo contra o ex-presidente Lula deve ser encaminhada à 13ª Vara Criminal da Justiça Federal em Curitiba (PR), onde está todo o processo referente à Operação Lava Jato.

Segundo Maria Priscilla, “o pretendido nestes autos, no que tange às acusações de prática de delitos chamados de ‘Lavagem de Dinheiro’, é trazer para o âmbito estadual algo que já é objeto de apuração e processamento pelo Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR e pelo MPF, pelo que é inegável a conexão, com interesse probatório entre ambas as demandas, havendo vínculo dos delitos por sua estreita relação”.

Ela destaca que, “como é público e notório, tramita perante aquela Vara os processos da chamada “Operação Lava Jato”, mencionada pelos denunciantes em sua peça”. Por isso, o caso não deveria estar sendo investigado no âmbito da Justiça estadual paulista. Foi nessa denúncia que os promotores Cássio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo pediram a prisão preventiva do ex-presidente Lula, ideia considerada absurda até mesmo por juristas de oposição.

A defesa do ex-presidente já havia entrado com um pedido de conflito de competência para que a Justiça decidisse se as investigações relacionadas à propriedade do triplex no Guarujá e do sítio em Atibaia que tentaram ligar a Lula. Ele nega ser dono das duas propriedades. Os advogados de Lula também contestam o fato dos promotores paulistas não terem pego o caso por sorteio, o que viola o princípio do promotor natural.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum