Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de abril de 2016, 12h47

Dilma afirma à CNN que irá lutar até o fim em defesa de seu mandato e da democracia

Em entrevista exclusiva, presidenta explicou que a baixa popularidade do governo não é suficiente para o impeachment e ressaltou que não cederá à pressão dos adversários. Assista ao vídeo.

Em entrevista exclusiva, presidenta explicou que a baixa popularidade do governo não é suficiente para o impeachment e ressaltou que não cederá à pressão dos adversários. Assista ao vídeo

Por Redação

A presidenta Dilma Rousseff recebeu no Palácio do Planalto, ontem (27), a âncora da CNN International Christiane Amanpour. Em entrevista exclusiva, ela fez uma análise sobre a atual situação da política brasileira e a possibilidade de ser afastada pelo processo de impeachment em curso. Dilma explicou que a baixa popularidade de seu governo não é suficiente para o impedimento.

“No Brasil, um país com sistema presidencialista, assim como os Estados Unidos, ninguém pode ser levado a um processo de impeachment por impopularidade porque impopularidade é cíclica. Todos os presidentes ou primeiros-ministros da Europa que tiveram taxas de desemprego de 20% teriam que sofrer processo de impeachment porque também tiveram profundas quedas na popularidade”, afirmou à rede norte-americana.

A presidenta se disse vítima de uma injustiça e ressaltou que não cederá a pressão dos adversários. “Mais do que acreditar que irei sobreviver, irei lutar para sobreviver. Não somente pelo meu mandato, mas lutarei porque defendo o princípio democrático que governa a vida política no Brasil”. A íntegra da entrevista com Dilma Rousseff irá ao ar nesta quinta-feira (28) pela CNN, às 15h (horário de Brasília).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum