“A pandemia vai acabar em três semanas”: CPI da Covid aprova convocação de Osmar Terra

Relembre algumas “previsões” daquele que é apontado como a peça central do “ministério paralelo”

A CPI da Covid aprovou nesta quarta-feira (9) a convocação do deputado federal e médico Osmar Terra (MDB), que é considerado como central para se entender o “ministério paralelo” que aconselha o presidente Bolsonaro no combate à pandemia.

Desde o início da crise do coronavírus, Osmar Terra se notabilizou por declarações negacionistas. Por exemplo, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou oficialmente que se tratava de pandemia, sem qualquer base científica, Terra menosprezou o vírus e afirmou que entre maio e junho “a pandemia chegaria ao fim”.

Em abril de 2020, quando o Brasil entrava em quarentena, Osmar Terra afirmou que “a epidemia está terminando dentro de duas, três semanas”.

À época, o deputado também acreditava que já havia imunidade de rebanho em São Paulo e afirmou que a Saúde não entraria em colapso.

“O pico da pandemia já passou em São Paulo. O pico é quando mais de 60% das pessoas já estão contaminadas, já estão com anticorpos. É a chamada imunidade de rebanho. Então o colapso anunciado não irá acontecer. A epidemia está terminando dentro de duas, três semana em São Paulo”, disse Terra em abril de 2020.

Além de ter decretado que o fim da pandemia aconteceria entre maio e junho de 2020, o parlamentar atacou duramente as medidas de distanciamento e lockdown.

“Não tem uma evidência científica que o lockdown e quarentena diminuem o número de casos […] estamos sendo cobaias de uma experiência que não funciona […] essa história de que lockdown, flexibilização, piora, melhora, é invenção […] Lockdown e quarentena não nada a ver com ciência”, afirmou Osmar Terra.

As “previsões” de Osmar não param por aí: o conselheiro de Bolsonaro afirmou que o coronavírus mataria menos que o H1N1, que não atingiria jovens e pessoas saudáveis e que a gripe é mais letal. “Gripes sazonais no país produzirão mais mortes que o coronavírus”, declarou o médico, que foi contaminado pelo vírus e se curou da Covid-19.

Apesar de ter errado todas as previsões e cotidianamente questionar estudos acadêmicos sobre o vírus, Osmar Terra mantém as suas posições negacionistas e até hoje é o principal conselheiro do presidente Bolsonaro para assuntos sobre a pandemia.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).