Entrevista exclusiva com Lula
03 de novembro de 2019, 15h33

“A tese do aquecimento global é cientificamente uma mentira”, diz general do Governo Bolsonaro

Santa Rosa também criticou o "movimento indigenista" e os quilombolas

Foto: Reprodução

Uma série de comentários equivocados feitos pelo secretário de Assuntos Estratégicos, general Maynard Santa Rosa, foi divulgada neste sábado (2) pelo repórter do Valor Econômico, Daniel Rittner, em seu perfil no Twitter. O funcionário de Jair Bolsonaro afirmou que “a tese do aquecimento global é cientificamente uma mentira” e criticou o “movimento indigenista” e os quilombolas.

As pérolas foram ditas durante um seminário sobre a Amazônia, que praticamente não teve cobertura da imprensa. “A Lei Áurea resolveu o problema do negro no Brasil. Ele foi ressuscitado em 1988, com a inclusão do artigo que recriou [a figura] do quilombola. Talvez precisássemos pensar numa revisão da Constituição, eliminando essas coisas introduzidas artificialmente”, destacou o general.

Na opinião de Santa Rosa, o movimento indígena é um filhote do movimento ambientalista, que, segundo ele, “é cria do movimento globalista”, o que seria “uma violação ao princípio da soberania nacional”. O general acredita também que ‘nem com bomba atômica se extingue a Floresta Amazônica’.

Diante de tamanhas barbaridades, Rittner lembrou que a pasta comandada pelo general possui gabinete no Palácio do Planalto e é vinculada à Secretaria-Geral da Presidência da República. “Tem entre suas atribuições colaborar com o planejamento de longo prazo do país e subsidiar ações do governo. Está, digamos, na cozinha do presidente. Suas opiniões importam”, alertou o jornalista.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum