Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2012, 09h48

ABGLT lança protesto contra candidato a prefeito do Rio

Acusado de homofobia o senador e bispo licenciado da Igreja Universal, Marcelo Crivella (PRB) é alvo de um manifesto lançado pela Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) lançado no Rio de
Janeiro.

O manifesto é contra a candidatura de Crivella à Prefeitura do Rio e pede aos eleitores para não votarem nele. A ABGLT considera o candidato homofóbico e que não respeita a Constituição Federal, nos princípios da igualdade e da não discriminação.

A entidade numera motivos para não se votar no senador e acusa ainda Crivella de não respeitar a Organização dos Estados Ameriacanos (OEA) que afirma ser a orientação sexual e identidade de gênero direitos humanos.

Ao final do manifesto, a ABGLT faz mais uma apelo: "o Rio de Janeiro é a cidade símbolo da diversidade e não merece ter um prefeito que não respeita a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais)".

Leia o Manifesto na íntegra:
"Manifesto pela não-eleição de Crivella para prefeito do Rio

Candidato não respeita os direitos de pessoas LGBT

Motivos para não votar em Crivella para prefeito do Rio de Janeiro: uma pequena amostra de exemplos dos pronunciamentos e da atuação homofóbicos de Crivella inclui:

– Artigo intitulado "perigo para as famílias brasileiras", convocando manifestações contra o projeto de lei 122/2006, que criminaliza a descriminação homofóbica (Jornal do Brasil, 2007)

– "A lei (plc 122/2006) é uma excrescência" (O Globo, 25/09/2008, p.13)

– "Ninguém pode ter neste país a obrigação de concordar que não se pode criticar o homossexualismo" (O Globo, 25/09/2008, p.13)

– "Acho que o homossexualismo é pecado, não é natural." (Programa do Jô Soares)

– Constante articulação e proferimento de discursos contra o PLC 122/2006 e contra as pessoas LGBT.

– "Hoje, com a prática do homossexualismo em escala global, difundida e enaltecida nos meios de comunicação, protegida como quer o PLC 122/2006, comete-se indiscutível erro ético." (Artigo em http://www.senado.gov.br/MarceloCrivella/direitodeopiniao.htm)

Diante do currículo e das declarações do Senador Crivella contrárias à comunidade de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) e contrárias à igualdade de seus direitos, a ABGLT vem solicitar a toda a comunidade LGBT, pessoas aliadas, familiares, amigos e pessoas que querem um estado democrático e não fundamentalista que não votem para Crivella para prefeito do Rio de Janeiro, e que façam uma campanha contra uma pessoa que:

– não respeita a Constituição Federal, nos princípios da igualdade e da não-discriminação

– não respeita a Resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia

– não respeita a Resolução 2435/2008 da Organização dos Estados Americanos (orientação sexual e identidade de gênero como direitos humanos)

– não respeita a 10ª revisão da Classificação Internacional de Doenças, aprovada pela Assembléia Mundial de Saúde (OMS) em 17 de maio de 1990, que retirou a homossexualidade da lista de doenças.

– não respeita os ensinamentos de Cristo contidos em Mateus 7: "não julguem, e vocês não serão julgados. De fato, vocês serão julgados com o mesmo julgamento que vocês julgarem, e serão medidos com a mesma medida com que vocês medirem."

O Rio de Janeiro não merece um prefeito com este currículo, que vai contra o perfil da Cidade Maravilhosa. O Rio de Janeiro é a cidade símbolo da diversidade e não merece ter um prefeito que não respeita a comunidade LGBT.

Pela aprovação do PLC 122/2006!

Por um estado realmente laico, em que seja respeitada a diversidade religiosa, a diversidade sexual, em que todos os seres humanos sejam tratados como cidadãos e em que a Constituição Federal seja a lei maior do país.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags