Fórumcast #20
23 de maio de 2013, 12h08

Acervo de Milton Nascimento é disponibilizado na web

Instituto Antonio Carlos Jobim também abriga outros acervos de artistas nacionais

Do portal EBC

Milton Nascimento (Foto: Wikimedia/ Creative Commons)

Brasília – O Instituto Antonio Carlos Jobim disponibiliza a partir desta terça-feira (21) para visualização e pesquisa o acervo do cantor e compositor Milton Nascimento em seu site.

Com cerca de 45 mil documentos catalogados e digitalizados, o acervo estará disponível para visualização e pesquisa, sendo possível ver fotos, documentos e vídeos, inclusive ouvir as músicas dos álbuns de Milton.

O Portal do Instituto Antonio Carlos Jobim abriga outros acervos de grandes artistas nacionais. O maestro Tom Jobim, por exemplo, tem 9.435 itens arquivados disponíveis para o público. O site também hospeda a obra de Dorival Caymmi (4.311 itens arquivados), Chico Buarque (5.901 itens arquivados), Gilberto Gil (17.674 itens arquivados), Paulo Moura (em processo de catalogação), e ainda os projetos do arquiteto Lúcio Costa (3.977 itens arquivados).

Todos os acervos estão estruturados e arquivados através do sistema DSpace – software open-source desenvolvido para a catalogação de repositórios digitais.

Leia também:

Antonio Cândido indica 10 livros para conhecer o Brasil

Diário Liberdade lista os 35 melhores filmes da esquerda na história

Um artista inusitado e um time de músicos dos sonhos

A arte de pifar

 

Veja também:  Marcha das Margaridas: "Oh, Bolsonaro, seu fascistinha, a mulherada vai botar você na linha"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum