No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste
08 de novembro de 2015, 09h07

Aécio cedeu aeronaves do governo de MG para voos de celebridades

Durante sua gestão à frente do estado, o hoje senador tucano solicitou o uso de aeronaves para deslocamento de políticos e personalidades como Luciano Huck, a dupla Sandy e Junior, Ricardo Teixeira e Roberto Civita

Durante sua gestão à frente do estado, o hoje senador tucano solicitou o uso de aeronaves para deslocamento de políticos e personalidades como Luciano Huck, a dupla Sandy e Junior, Ricardo Teixeira e Roberto Civita

Por Redação

O jornal Folha de S. Paulo obteve, por meio da Lei de Acesso à Informação, registros do Gabinete Militar do governo de Minas Gerais mostrando que aeronaves do estado foram cedidas, mesmo sem a presença do então governador, Aécio Neves (PSDB), nas viagens, para o deslocamento de políticos e celebridades.

A relação tem um total de 1.423 voos realizados entre janeiro de 2003 e março de 2010 e, destes, em 198 nem Aécio e nem outras pessoas investidas de cargos autorizados pela legislação para seu uso, como o vice-governador,  secretários e o presidente da Assembleia Legislativa, estavam presentes. A legislação que regula o uso de aviões oficiais em Minas data de 2005, e o decreto e a resolução que a instituíram foram assinados pelo próprio tucano.

Dois dos voos foram usados em 2004, antes da atual legislação entrar em vigor, e ambos levavam Luciano Huck, apresentador da Globo e amigo pessoal de Aécio, e um deles também tinha a dupla Sandy e Júnior, que gravava então um quadro para o programa do apresentador global. Em 2003, o ex-executivo da Rede Globo José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, utilizou também aeronave do estado.

Entre outras personalidades que fizeram voos oficiais, já com a atual legislação em vigor, estão o falecido presidente do grupo Abril, Roberto Civita, que utilizou um helicóptero cedido pelo governo de Minas dois dias antes de Aécio deixar o governo no ano de 2010, e o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira, que utilizou helicóptero oficial três vezes e um jato em outras três ocasiões, entre 2006 e 2009.

De acordo com o jornal, a assessoria de Aécio comentou que a legislação estabelece apenas diretrizes, sendo que os voos foram regulares e atenderam aos interesses do estado.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum