O que o brasileiro pensa?
18 de julho de 2020, 22h08

Analfabeto e otário: Sem máscara na praia, desembargador é multado e agride GCM

Para intimidar o agente, desembargador Eduardo Siqueira ligou para o secretário municipal de Segurança e amassou a multa recebida

O desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo, desacatou um guarda municipal em Santos ao ser multado por insistir em desrespeitar o decreto que obriga a utilização de máscara em razão da pandemia de coronavírus. A cena foi gravada e viralizou nas redes sociais neste sábado (18).

Nas imagens, é possível ver o guarda abordar, com educação, o desembargador, que caminhava na praia sem máscara. “O senhor pode, por favor, colocar a máscara”, diz o guarda.

Siqueira responde que “não tem hábito” de usar e, alertado sobre o decreto que obriga a utilização do equipamento, necessário para reduzir o avanço do vírus que já matou quase 80 mil brasileiros, diz que “decreto não é lei”.

Arrogante, o desembargador ameaça o agente e conta o que fez quando outro guarda tentou multá-lo. “Amassei e joguei a multa na cara dele. Quer que faça com você?”, afirma. “Você quer que eu jogue na sua cara? Faz aí, que eu amasso e jogo na sua cara”, insiste Siqueira.

O guarda municipal insiste em preencher a multa. O desembargador fica ainda mais alterado e o xinga de “analfabeto” e “otário”, enquanto telefona para Sérgio Del Bel, secretário municipal de Segurança, que comanda a GCM. Siqueira prossegue com as intimidações e tenta passar o telefone ao guarda, que se recusa.

Prefeitura informou que apoia ação da GCM

O decreto nº 8.944, de 23 de abril de 2020 determina o uso obrigatório de máscara facial sob pena de multa no valor de R$ 100. Procurada pela Fórum, a prefeitura de Santos informou, em nota, que o munícipe que aparece nas imagens foi abordado durante uma força-tarefa por não cumprir o decreto.

“Uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM) abordou o munícipe pedindo que o mesmo colocasse a máscara. Diante da recusa, foi lavrada a multa. Trata-se de um caso de reincidência: o mesmo cidadão já foi multado em outra data por cometer a mesma infração”, diz a nota.

A administração municipal afirmou ainda que Del Bel, de quem o desembargador infrator se diz amigo e para quem ele teria telefonado no momento das agressões ao guarda, apoiou o trabalho da equipe.

“O secretário de Segurança de Santos, Sérgio Del Bel, deu total apoio à equipe que fez a abordagem e a multa foi lavrada neste sábado (18). A Prefeitura de Santos é veemente contra qualquer ato de abuso de poder e, por meio do comando da GMC, dá total respaldo ao efetivo que atua na proteção do bem público e dos cidadãos de Santos.”

Além das multas de R$ 100 por estar sem máscara, segundo a prefeitura, Siqueira também foi autuado em mais R$ 150 por ter jogado a notificação na areia da praia, com base no decreto que proíbe o descarte de lixo em via pública.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags