Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de agosto de 2007, 17h13

Anistiados políticos pedem abertura de arquivos da ditadura militar

Em carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seminário de anistiados pedem ainda a atualização automática das indenizações que tramitam na justiça

Em carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seminário de anistiados pedem ainda a atualização automática das indenizações que tramitam na justiça

Por Redação 

Anistiados políticos encaminharam carta de reivindicações ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O documento foi elaborado ao final do 1º Seminário Anistiados do Brasil – Anistia e Direitos Humanos.

Durante o evento cujo lema foi “Anistiados do Brasil: Anistia e Direitos Humanos”, no auditório Nereu Ramos da Câmara dos deputados (DF), o ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Paulo Vanucchi, recebeu o documento. Os anistiados pedem, entre outras coisas, a abertura dos arquivos do regime militar, a atualização automática das indenizações aos anistiados que tramitam na justiça brasileira e a revogação de instrução normativa do INSS, que exige o recolhimento da contribuição providenciaria no tempo em que os anistiados estiveram fora do trabalho por motivação política.

Ao receber o documento, Vanucchi reforçou a importância do evento para o resgate das lutas e injustiças do regime militar e afirmou que entregará ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma cópia do documento.

Veja também:  Para 42% dos brasileiros, governo Bolsonaro é pior do que o esperado, diz matéria de capa da Veja

O seminário é organizado pelo Movimento Nacional de direitos Humanos (MNDH), em parceria com o Núcleo de Estudos para Paz e os Direitos Humanos da Universidade de Brasília (UnB).


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum